Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

FUI COMER, ACABEI COMIDO

Sou um coroa, de cincoenta e seis anos, mudei-me a poucos meses para outra cidade, não conhecia ninguem por aqui, vim sozinho, minha mulher vem depois.

aqui chegando, sem ter muito o que fazer, à tardinha saia pra dar uma caminhada, diariamente. Saia sempre por volta das sete horas, ao anoitecer, caminhava por uma hora aproximadamente, e com a volta, mais uma hora.

O caminho era sempre o mesmo, tem uma ciclovia perto de minha casa, eu ia caminhando por ela por volta de 5 km, e voltava. Essa ciclovia vai marginando um mangue aqui, portanto a rua tem casas apenas de um lado, do outro é um mato. Numa dessas caminhadas, ao chegar em uma esquina meio deserta, sentei-me um pouco numa grama que tem do lado do mato, para descansar um pouco. estava ali distraído, quando ouvi alguem me perguntar se eu tinha fogo. Emprestei meu isqueiro ao rapaz que pediu fogo, ele me ofereceu um cigarro, aceitei, ele sentou-se perto de mim, e ficamos ali fumando, e jogando conversa fora. Acabando o cigarro, levantei-me para continuar o caminho, mas, virei-me para o lado do mato para dar uma urinada. ele, como bom brasileiro, levantou-se e tambem veio urinar. Quando tirei o pinto pra fora da bermuda, ele deu uma olhada, perguntei se ele se interessava por pintos, ele disse que não, deu risada, perguntei então por que estava olhando, ele disse que era sá curiosidade para ver o pinto de um coroa. perguntei se ele era tão curioso a ponto de querer pegar, ele disse que não havia pensado nisso, mas, que de repente, a gente até podia entrar ali pelo mato, e ver até onde iria a curiosidade dele. Quem sabe eu tambem ficaria curioso, e olhasse para o pinto dele. fomos brincando assim,mas nos encaminhamos para uma clareira meio escondida no mato. Já havia escurecido, chegamos na clareira, coloquei o pinto para fora da bermuda, e perguntei se ele queria pegar. Ele propos então, que já que estavamos no mato, sem ninguem por perto, nos dois tiraríamos a roupa, e ficaríamos nus, cada um examinaria o corpo do outro até onde a curiosidade fosse. Resolvi aceitar o jogo dele, tirei minha roupa, ele tirou a dele, ele começou a examinar meu pau, primeiro olhou, depois pegou, mexeu um pouco, eu fiquei quieto, olhei o corpo dele, alisei sua bunda, ele me disse que nunca um homem havia colocado a mão na bunda dele, eu disse que na minha tb não, nem no meu pinto. Nessa passassão de mão, de repente, encostei a mão no pinto dele, notei que estava ficando duro, o meu tb. Puxei minha mão, rápido, ele riu e disse que não precisava temer nada, se eu não tinha ficado curioso, com vontade de pegar no seu pinto.Falei que não, mas, na verdade, comecei a ficar interessado, comecei a olhar mais para ele, enquanto uma mão estava alisando sua bunda, a outra foi para a frente e pegou no seu pinto, fechando em torno dele. Ele continuava mexendo no meu, e levou a outra mão na minha bunda, e começou a alisar o meu rego, encostando um dedo no meu cuzinho, mexendo devagarinho, Eu já estava mais batendo uma punheta nele, que alisando sua bunda, a coisa estava ficando esquisita.No começo, ele batia uma punheta em mim, e eu alisava sua bunda, agora a coisa estava meio invertida, ele já estava com um dedo quase entrando no meu cu, e eu estava batendo punheta pra ele. Senti seu dedo forçar a entrada de meu cu, e, ao inves de mandar ele parar, eu me dobrei um pouco para ele conseguir enfiar o dedo. Ao me dobrar, ele colocou seu pintoproximo a minha boca, e pediu para eu fazer uma chupetinha. Na hora, eu sá abocanhei aquele pau, e comecei a sugar. Ele então, enfiou o dedo inteiro no meu cuzinho, achou pouco, enfiou mais um, fiquei com dois dedos dele entrando e saindo de meu cu, enquanto chupava seu pau. Logo depois, fiquei de quatro, e mandei ele enfiar aquele pinto dentro de mim, que, se em 56 anos, eu sá tinha gozado com mulheres, descobri agora que tambem podia gozar sendo enrabado. Ele não se fez de rogado, e enfiou aquele pinto inteirinho dentro de mim, mexendo para frente e para traz, até me encher o cu de porra quente e grossa. Quando ele gozou, saiu de dentro de mim, olhou-me e sorriu, perguntei do que estava rindo, ele me disse que havia entrado no mato para perder a virgindade do cu, e acabou tirando o meu cabaço. Disse-lhe que não tinha problema, que agora era minha vez, ele tambem iria dar, mas ele disse que agora já era tarde, que não tinha mais tempo, se eu quisesse come-lo, seria um outro dia, que a esposa dele estava esperando por ele para sairem. Quandopensei em ficar brabo, ele vestiu-se rapidamente, e saiu correndo, não me dando tempo para nada. Fui embora pensando em ficar brabo, mas não consegui, pois na verdade, acabei gostando de ter dado o cu naquela noite.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos arrombando a gordacontos namorada chupa rola de outro escondidoconto porno onde a crente casada da ate o cu para o amantecontos eroticos de travesti bemdotadocomir minha conhadinha irmã da minha mulher d ferias lá em casamulheres lindas de cornos na minha casatia casada dando j cuContos erotico.crente metrodei minha buceta para os amigo do meu filho contos eroticocafetao metendo na minha filha conto eroticoscontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismotravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocacontos verdadeiro meu sogro insaciavelcondos erodicos comendo a mae no metrocontos erótico buceta pequenascontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludaConto erotico esposa vendadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteboafoda foi dormi com colega tomo ferocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher deixou a calcinha suja de porra no banheiro contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordacomtos bdsmcontos eroticos pique esconde com tiaconto seduziu heterocontos eróticos escravo da professoraputinha desde novinha contos eroticosContos eroticos de asados fasemdo trocas com as esposasContos eróticos teens contos gays neguinho do pinto grande me comeuConto erotico despedida de solteira da amiga rabudacontos eroticos de esposa safadascontos eroticos nem queria putabuceta carnuda comtos de sexocontos eróticos frio chuvamoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscocorno no cinema contoscalcinha ate joelhos contos eroticoscontos erotico papai vai caberminha cunhadinha e virgens peguei a forcacontos eróticos a f*** deAs 3 porquinhas do vizinho Contos eróticossenpatia para tansa com cuinhadacontos eroticos minha mulher virou puta de um velho asquerosofudeno cu da manu e ela gritando de dorconto lekeDei o cuzinho quando já era coroa contos eróticosvelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhahistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezcontos eroticos arrombando a gordaContos eróticos sentei no pau duro do meu namoradoquebrei o cabaço da minha irmã ela chorou muito porno cariocadepilei a buceta,e fiz de cornocontos quando eu era criansinha meu pai e mh mae me obrigava a eu dar a mh xaninhacontos eroticos meu cunhado de cuecaseu madruga coloca pau no cu da dona florindacontos eróticos gays vi meu amigo sacudos de cuecacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto incesto mestruavacontos eroticos zoofilia cadelacontos eroticos pai filha e genroContos sempre incentivo meu marido a comer outra putinhacontos erotico rabuda e o filho Praia nudismoler contos de gay sendo estrupadocontos eroticosmeu irmao gêmeo Conto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoAquela seria uma luta inédita e muito estava em jogo para Marilia. Há 3 meses ela havia descoberto que eu tinha uma ...conto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elesver homens bem-dotados sendo castradosconto erotico de comi a amiga da minha filhacontos fudendo casal bi drive inncontoseróticos comendo a família inteiraqueria que minha esposa me traísse contoscontos erotico fui pozar na casa da minha irma casada e comi seu cuzinhocoroas gostosas transando com meninos contos fatos reaiscomo da a buceta direutinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetriscando o pau na mão dela contos eróticoscomi minha amiga crentenamoradinha virgem do amigo contos eroticos