Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

MINHA BUCETA MELADA ESTA COM SEDE...

CONTO VERIDICO!



Minha bucetinha melada está com sede...



MEU NAMORADO, TEVE QUE SE AUSENTAR POR UM DIAS APENAS, FOI A SÃO PAULO

NAQUELA NOITE, PRA VOLTAR NOUTRO DIA....

como tenho medo de dormir sozinha, convidei seus amigos pra me fazerem companhia,

para não passar a noite sá, levei ( dois) e o manobrista da portaria la em casa, pois eles são de confiança...

ouça meu relato a seguir:



Naquela noite cochilamos tão gostoso...

Eu me sentia como uma gatinha aninhada e quentinha no meio daqueles garotos gostosinhos.

No meio da noite acordei pra ir ao banheiro, na volta parei no meio do quarto totalmente nua e olhei pra cama, fiquei olhando aqueles três gatinhos dormindo, os corpos firmes, definidos, os bilaus murchinhos descansando sobre as virilhas, respirei fundo e senti o cheiro de macho no quarto, já sentia o tesão chegando novamente.

Comecei a andar vagarosamente pra não acordar ninguém, mas com o meu jeitinho desastrado de ser, pisei em um porta incenso que estava embaixo do meu robe, foi tanta agitação naquele quarto que ele deve ter caído em algum momento. È claro que dei um gritinho porque a pontinha de onde se encaixa o incenso machucou meu pezinho.

neguinho levantou o tronco rapidamente assustando-se com o barulho, com o chacoalhar da cama, os outros também acordaram, os três se olharam e perceberam que estavam os três nus deitados na mesma cama, foi quase uma cena de comédia, os garotos pularam pra fora da cama ao mesmo tempo, foram tentando achar suas roupas espalhadas pelo chão, iam encontrando e se vestindo com rapidez, como se não quisessem mais se ver naquela situação, sendo que momentos antes não estavam ligando pra nada disso. Foi uma confusão de corpos, suor, cheiros, três cacetões e minha xaninha.

Na hora do prazer ninguém parou pra pensar nisso, apenas me fizeram gozar sem parar, o que foi delicioso!



Enquanto se trocavam e iam se encarando pra reafirmar a masculinidade eu coloquei meu robe de seda preto e fui andando até a porta.

o manobrista já estava com sua camiseta e calça, me puxou pra trás e me lascou um beijo demorado de despedida. Ainda meio tonta e acesa pelo beijo senti outra mão me envolvendo e olhei neguinho que também me beijou carinhosamente, aproveitou e me abraçou deixando sua mão deslizar pela minha bunda arredondada.

Dei um tchauzinho pros dois e logo jaja se aproximou, me acalentou em seus braços, me apertou forte e recebi sua boca macia e quente, suas mãos seguravam minha cabeça e seus dedos se enrolavam no meu cabelo. Nem preciso dizer como ficaram meus biquinhos né? Arrepiadíssimos...

Ele me beijou o pescoço, deu um selinho estalado em minha boca e disse:

- Tchau gostosa!

- Tchau nada gatinho, vem cá que eu quero mais...

apesar do manobrista ter um cacete maior q todos...parecia um cavalo reprodutor, mas eu queria mesmo o jajá...

mais potente...animal e gostoso...

Agarrei no pescoço dele e comecei a beijá-lo, segurava em seus cabelos e não deixava nossas bocas se desgrudarem, meus biquinhos acesos roçavam em seu tárax e mesmo por cima da bermuda eu já sentia seu pau duro encostando em minhas coxas.

Comecei a me roçar nele, dei o pescoço pra ele beijar, suas mãos passeavam pelo meu corpo, me apertando a bunda, subiram até meus seios que foram libertados do robe, expondo minha pele clara e o mamilo túrgido.

Com um apertão ele preparou o seio pra ser sugado, foi afoito mamando, sugando e lambendo meu peitinho. Gemi de prazer, senti minha xana se acendendo mais, já pulsava e melava.

jaja encostou-me na parede e começou a sugar meu outro seio, a outra mão me segurava a bunda e apertava forte, deslizou por trás de minha coxa e levantou minha perna fazendo-me enlaçar sua cintura, voltamos a nos beijar e senti sua outra mão me puxar a outra perna, fazendo-me ficar totalmente dependurada nele.

Encostada na parede, ele me segurava, beijava e me apertava forte em todos os lugares que podia alcançar.

Nossa respiração e movimentos estavam bem afobados, eram beijos intensos alternados com chupões e lambidas no pescoço, até que ele me espremeu mais contra a parede, abriu sua bermuda com uma mão sá e tirou seu membro pra fora, sem perder tempo deu umas pinceladas na portinha da xana, gemeu gostoso quando percebeu que estava completamente encharcada.

- Ai que delícia... Está toda molhada, safada!

Sem titubear enfiou seu pau rijo de uma vez sá na minha xaninha, recebi aquele cacete duro e quente dentro de mim, e que cacete!!! não e um dos maiores que conheco, mas com 22 cm de pau me entreguei ao prazer novamente.

Ele voltou a segurar por baixo da minha bunda, e começou a meter devagarinho, ia muito forte, mas voltava devagar, enfiava tudo bem rápido e voltava devagar, agarrada em seu pescoço eu já estava ficando mole, de tão gostoso que estava, aproveitei pra gemer em seu ouvido:

- Enfia o dedo no meu cuzinho, quero sentir um gozo animal com você!

Ele grunhiu como um macho, molhou seu dedo no melzinho que escorria de minha xaninha e lambuzou todo o seu dedo, foi até a portinha do meu botãozinho e enfiou bem devagarzinho, quando entrou todo ele começou a acelerar o ritmo das estocadas, meu corpo subia e descia fazendo seu dedo entrar e sair do meu buraquinho.

- Ai que delícia! Soca esse cacete na minha xota!

- Tá gostando safada? É disso que gosta?

- É soca esse dedo no meu cuzinho, mete esse caralho todo dentro de mim, me faz gozar!

Com uma mão na cintura e a outra no botãozinho ele intensificou as estocadas, metia bem rápido, eu sentia aquele cacete grosso entrando e saindo, me arrombando, eu arranhava suas costas e gemia sem parar bem pertinho do seu ouvido.

- Isso meu gostoso, mete com tudo, bem forte...Ahhhhhh!!! Quero bem forte!

- Quer levar rola né safada? Tá gostando de sentir meu pau?

- Hummmmmm! Delícia! Aiiiiii!!! Vai mais rápido. Tô quase...Hummmmmm!!!

jaja aumentou a velocidade e foi bombando mais forte, fazendo meu corpo bater contra a parede a cada estocada. Seus gemidos e seu corpo foram demonstrando sinais de que a explosão estava pra acontecer.

Me agarrei nele, abraçando-o mais forte e me soltei sobre seu corpo que estava quente e suado. Estava perto de gozar e falei:

- Hummmmmm! Isso gatinho, goza gostoso, goza porque minha bucetinha tá com sede...

Ele delirou, deu mais umas quatro estocadas com força e gozou lançando leitinho quente na minha xana!

- Ahhhhhhhhh!!! Ele gemeu aliviado.

Ainda meteu mais umas vezes pra terminar de gozar e foi aí que gozei também, senti aquela onda de prazer me invadindo, esquentando desde a base da minha coluna, até a nuca. Eu geralmente gozo sá de ouvir o cara gemer de prazer!

Com as pernas bambas ele foi me carregando até a cama, nás dois ainda com os corpos grudados e a respiração acelerada caímos no colchão, ele desencaixou de mim e tombou ao meu lado, ficamos nos olhando e ele foi fazendo cafuné em meus cabelos...

- Isso sim foi despedida gostosa, né gatinho?

- Tem que ser despedida mesmo?

- Infelizmente sim, meu namorado está pra chegar...

- Hummm, que pena, adorei ficar com você!

- Eu também adorei isso tudo, mas tenho que voltar a realidade...

- Tá... Disse ele contrariado.



Puxou meu corpo pra perto do dele e beijou-me doce e longamente, passando a mão bem de leve pelas minhas costas, até a bunda, me fazendo ter vários arrepios deliciosos.

Depois disso levantou, se trocou, beijou-me novamente e se foi...



CONTOS DE LAURA!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico comi meu namoradoquem já levou estocada no rabocontos sobre safadas na academiaela me contou que estava toda assada de fuder a noite todaContoseroticoscavaloorgia entre cdzinhas contos eroticosComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradoconto erotico de velhas chupando picas denegros dotadospirulito do titio contos inocentecontos eroticos com a velha vizinha cabeludacontos quando eu era criansinha meu pai e mh mae me obrigava a eu dar a mh xaninhaler conto erotico irmao fode a irma no onibosconto erotico sogro ahh uhh mete meteconto minha esposa nudista em familiaveio ate meu quarto pelada e me agsrroucontos eróticos ninfeta bem novinha com 10 aninhoscontos de uma novinha q aprendeu a dar a bundinhaContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennocontos eroticos de lesbicas espiando os pais transando e fazem o mesTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidacontos eroticos coroa estelacontoseroticosdeflorandomeu amigo pediu pra eu comer sua namoradacontos herotico namoradagay engole esperma contodeixando o filho lamber cona contos erocticosmurhler.abusada.estrupradoContos eroticos peguei meu pai nao aguentou e chupou minha bucetaconto na festa aqui em casa meu primo comeu minha maeconto transformado travesticonto erotico incesto sonifero filhacontos meu vizinho tira o pau pra foragozando la dentro da buceta vermelhinha da dimenoconto minha estagiária o mineirinho que me cativou 2depilei a buceta,e fiz de cornopeitinho solto embaixo da blusanovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadacontos eróticos iniciado pela tiacontos virgenzinhacontos erotico mimha filha e minha netaBuceta virgem contosvô arrobando o neto contorealizei meu sonho transar com um cavalocasadas safadas e o marido sabe q ela da para os outroscontosMaes gostosas fudendo relatos recentesContos eroticos em onibusesposa de bebado nao tem dono contosencontrar vídeo de sexo amador com mulheres gordinhas do Arraial do Cabo viciadas em analContos eroticos moreninha fudendo gostoso com seu vovo a troco de dinheiroConto de putinha objeto de prazer para todos os machosvoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos mostrei meu saco p minha maeconto minha mae rabuda e eu meu paivagabundinhas no seu primeiro poeno anal delatacao analhistoria erotica de tio taradaoeu minha esposa demos carona o cara era um pintudogarotinha contos eróticoscontos picante com sogrogeladinho queria tar na pica no meu pai conto eróticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos de travestis tarado rompendo o anus do viadinho.contos eroticos trepando e marido na sala ao ladocomtos de vagabundas que gostão de fuderconto erotico familiacontos heroticos comendo a vendedora de trufascontos eroticos gay recem casadomulher enfia calcinha lentamente pornodoiddocontos.gay chupando pau do pedreiro coroa safadocontos casada bunda com celulite fotos velhaAtraido pela garotinha contos eroticoscontos erotico comendo eguaminha esposa na chacara contoscontos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatgozada dentroamandameter na minha cunhada separadacontosconto gay sozinho em casa pepinominha cunhada casada estava sozinha na noite em casa contosContos erotcos eu e meu marido num acampamento nudistacontos eroticos de casal com mulhermae e filha sendo arrombadas contoconto de sexo com o pai ou irmão ou tiocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto sexo dp na mendigaconto transando com pau grande