Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

COMENDO A TITIA

Comendo a Titia



Algumas Transas a gente nunca esquece. E para mim essa foi inesquecível. Esse é o primeiro conto que escrevo. Na verdade escrevo uma historia pois isso tudo aconteceu de verdade. Ocorreu quando eu tinha meus 19 anos. Ainda era um garoto meio bobão, meio nerd. Lembro-me que era fascinado pelo mundo do sexo, mas sexo que era bom eu não fazia. Namorei uma garota chamada Jaqueline mas o namoro não durou seis meses. Achava ela meio feinha e estava na busca de garotas gostosas como as das revistas e dos vídeos que eu via.

Depois de vários meses sem a Jaqueline tive a oportunidade de viajar para a praia com meus tios e meus primos. Ficamos na casa da praia por uma semana e lá no segundo dia é que eu fui ver a mulher do meu tio de biquíni. Seu nome? Prefiro não dizer. O que importa é que imediatamente olhei para aquele corpão e me apaixonei. Seios fartos mas não duros presos pelas tiras do biquíni, balançavam gostosamente devagar. Bumbum médio com poucas marcas de celulite mas que balançavam tão gostoso quanto os movimentos dos seios. Barriguinha chapada, umbiguinho lindo, quadris largos, costas pequenas e lindas e coxas bem curvadas. Ah, e claro... ela tinha aquela cor morena que sá de olhar já te dá vontade de pegar. A única coisa que não combinava era sua boca. Na verdade era seus dentes que eram jogados para frente formando um beiço nada atraente. Mas eu fiquei apaixonado e de pau duro.

Daquele dia pra frente eu sá pensava nela, sá fantasiava que comia ela. A melhor parte do dia era quando eu me aliviava ora sendo no chuveiro, ora sendo no mar (eca!). E a parte mais engraçada aconteceu lá pelo quinto dia quando depois do jantar fomos todos para o quarto onde juntamos as camas para conversar e falar besteiras. Apenas meu tio foi pra sala. Depois de tantas besteiras o pessoal começou a se levantar e saindo pra lavar louça e outras coisas. Eu e a titia fomos os últimos a sair da cama. Bom mesmo foi vê-la sair da cama. Ela estava de biquíni ainda e ficou de quatro virada para mim em cima da cama procurando o chinelo em baixo da cama. Foi a uma das 19 melhores cenas da minha vida. Soltei um “nossa” tão sem noção que foi impossível de deixar de ouvir. Ela ouviu, se sentiu sem graça e saiu da cama. Fiquei lá na cama esperando meu amigo desanimar e esperar a vergonha passar. Ficamos os dois sem graça pelo resto da noite.

No dia seguinte pela manhã eu ainda me sentia mal e fiquei deitado na cama simulando uma dor de cabeça. Todos estavam decididos a ir pra praia e iria ficar sozinho até que levei um susto quando a titia anunciou que ficaria para cuidar de mim. Todos concordaram e foram. Fiquei na cama besta por bastante tempo até que ela foi me ver. Sentou na cama de biquíni e colocou a mão na minha cabeça. Perguntou se eu estava melhor e respondi que sim. Ela então puxou o lençol que me encobria e olhou em direção ao meu pênis coberto pelo shorts. Viu que eu não estava excitado e pegou na minha mão olhando em meu rosto. Ela então subiu na cama e me puxou pelos braços me fazendo levantar. Ela virou o corpo e mostrou aquele traseirão todo para mim. Grande, macio e muito gostoso. Olhava abismado e bobo pra tudo aquilo até ela pegar minhas mãos e colocar neles. Peguei ele com muito gosto e muito desejo. Fiquei de joelhos em cima da cama e apertava aquela bunda enorme. Ela então jogou mais o corpo pra frente e desceu as mãos para o chão arrebitando mais aquela bunda. Sentei na cama bobo vendo aquilo olhando cada detalhe. Ajoelhei de novo e voltei as mãos para o bundão. Passava as mãos entre as nádegas, ao redor e, finalmente, por baixo do biquíni. Passei os dedos pelo cuzinho dela e ela se arrepiou toda. Ela levantou, tirou o biquíni todo e então pude ver o bico dos seus seios durinhos e neguinhos. Ela voltou a ficar de quatro em cima da cama mostrando o cuzinho pra mim e pedindo que eu o lambesse. Abri a bunda dela e comecei a lamber aquele cu delicioso. Sentia seus arrepios deliciosos ficando cada vez mais excitado. Tirei o pau pra fora e tentava por na boceta dela pra lá de molhada. Mas não conseguia e na entendia porque. Ela viu meu desespero e, jogando o braço por baixo da pernas, pegou no meu pau. Bateu uma leve punheta, pediu que eu fechasse mais as pernas e introduziu meu pau nela. Meu pau tilintava de loucura e sentia que as veias estavam pra estourar de tesão. Comecei a penetra-la rapidamente mas o gozo veio rápido. Cai rápido sentado pra trás e olhei aquela buceta toda linda cheia de gozo branco e o melhor... meu! Ela, claro, queria mais e se voltou para mim. Me fez deitar e abocanhou meu pau meio molenga. Começou a chupar e a engoli-lo todo com muita fome. Em pouco tempo meu pau já estava ali tilintando de novo. Rápida ela o engoliu com a buceta sentando em cima de mim. Deitou aquele corpão todo em cima de mim quase me afogando e começou com um lindo sobe-e-desce. Ela gemia muito dizendo meu nome repetidas vezes e eu ali todo doido apertava aquela bumbum mal respirando direito. Depois de muitas fui sentindo ela cada vez mais molhada e sentia tudo lá embaixo molhado também. Não demorou muito e gozei de novo. Ela acabara comigo. Ficou comigo assim por um tempinho e se levantou indo ao banheiro. Voltou como papel higiênico e me limpou. Me deu um beijinho e colocou o biquíni de volta. Estava acabado na cama e dali não queria sair. Ela saiu e fora para a rede lá fora. Do quarto eu ouvi quando o pessoal chegou e perguntou pra titia se eu tinha melhorado.

- Ele está melhor. Eu lhe dei um bom remedinho....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com mulheres estupradas selvagementemolhadinha de tesao com pica dos animaisbusetas mossoroenses carnudasNovinha sou chupadora da escola contoseroticoscontos eróticos namorada outrasou cachorra de meu sobrinho casa do contocontos de sexo gay insesto depilaçãoContos nossas filhasfodida no onibus por coroa contoscontos eroticos treinamentomeu me comeu aos anosConto porno com escravo bem dotadogostei de ser abusada contos eroticosContos namorada arrombada por doiscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto sexo loira e o chefe do cornomeu avo aquele tarado comeu eu e amigas no riachochantagem a mae contosenchemos a boceta de porracontos com sobrinhaconvencimeu marido a ser cornocontos de um viadinho tarado que è humilhadoContos incesto filha calcinhawww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos estuprada na favelacontos eróticos dei o cuconto gemendo no pau do pone taradoestuprada pela quadrilha conto eróticocontos eroticos amiga seduz sua amigacontos erotico garota do interior peteu cabaçoporno.com.negra estupradopau gradeContos eroticos dor no sacoconto eroticos gay primoConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintaconto esposa assediando garotomulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandoconto erotico casada com dupla penetraçãoContos Eróticos De Comi A Coroa Mãe Do Meu Amigomarido da mae bolina menina contossou bi gostei quando um amigo de minha esposa me deu um sarroconto erótico viadinho usa shortinho de lycra e calcinhaConto incesto sogra no volantecontos heroticos gay meu padrinho de vinte anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos arrombando a gordasogro saradoconto erotico virei escravo de minha professora safadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de sexo com rabuda asquerosoContos titio comendo a sobrinha bem novinhacoloquei tudo no cu da jovem contocontos eroticos mae filhasobiu no cu delanoite de nupcias:conto pornover contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadoNudismo com minha mãe amigamulheres nuas e cagando no cu da primaCris devassa. contos eroticoscontos eroticos tentei corrercarnavaldeputariasContos eroticos meu filho meteu ni mim bem gostosocontos eróticos genrochupar pau grabde e duro contoscontos erotico fui pozar na casa da minha irma casada e comi seu cuzinhoempregada humilhada contoscontos de envagelicas encoxadas e fudidas na frente do maridoEm casa somo em número de 4, minha mãe (43), meu pai (47), meu irmão (22) e eu (15). Nós não temos muita grana, pois apenas papai trabalha. Meu irmão está fazendo cursinho para o vestibular (pela terceira vez) e isso aumenta as despesas da casa.contos eroticos prima e amigasleke comendo a casada contocontos erroticos garroto comeu minha mulher dormindoContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistafotos de fodas de buceta gostosa do precinpio ao fim todas as coloca?.contos eroticos com mendingoscontos meu filho adora minha bundacontos amor gayvideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elafogosá taradahttp://okinawa-ufa.ru/conto_25883_matei-minha-vontade-com-uma-travesti-linda.htmlmãe e filha dando para travesti em casa CuritibanosConto arredou a calcnha pro lado e enterrou tudo numa vez