Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

E TUDO COMEÇOU ASSIM...

Meu nome é Serginho, apesar do meu tamanho, na família, as amigas mais íntimas sou chamado por serginho, tenho 50 anos, 1.75 de altura e um pouco acima do peso, olhos caramelos esverdeados e cabelos grisalhos, já fui casado, e mais outros convívios maritalmente, tenho um filho do meu 1ª casamento que é um belo rapaz de 19 anos, sempre que podemos batemos os nosso papos e colocamos em dia nossa aventuras. E tenho duas enteadas do 2ª relacionamento que as amo como minhas filhas e elas também, até sentem ciúmes, que já deu o que falar. Hoje moro em Porto VelhoRO, depois de ter morados em vários lugares no brasil e no exterior.

E tudo começou assim... Com a colonização do norte do Paraná, meu pai foi para lá, ainda éra solteiro, veterinário, e toda a sua família também estavam lá, fixadas em uma cidade chamada S. J. do Ivai, conquistou prestígio, trabalho e bens, Voltou para o interior de São Paulo para casar e constituir família e foi lá onde nasci, e meu pai ia e voltava para o paraná pois tinha cargos, cargos políticos na tal cidade, acabamos indo todos para lá. Nasceram o meu irmão e minha irmã, e minha mãe cuidava do Posto Veterinário e meu pai além de ser veterinário éra secretário Municipal da agricultura e Presidente da Câmara municipal. Quem cuidava de nás éra minha avá mãe do meu Pai e o Seu Jorge um Funcionário de meu pai e ambos já éram idosos, e adoeceram dos males da região ainda em desenvolviento, já não podiam fazer muita coisa, e meus pais resolveram colocar meus irmão mais novos numa escola que ficavam em tempo integral. Chamaram então uma prima para cuidar de mim e dar assistência a Minha vá que ainda fazia muita coisa e ao seu Jorge que quando podia ajudava. Eu éra danado! Fazia estrepolia tudo que tinha direito e não ia muito com a cara da Elzinha (a prima), Elzinha uma menina de 19 anos, daquelas falsa magra, alta para a idade dela, tinha um par de seios ja bem desenvolvidos e empinados, cabelos compridos e ondulados (maltratados por ser de família humilde), canelas finas e coxas bem torneadas seguindo o estilo das canelas, nadegas certinhas das falsas magras. Ja faziam 3 meses que Elzinha estava conosco, e dormia no quarto ao lado mas ela tinha medo, eu dormia no meu quarto, meu irmão no dele e minha irmã que tinha 2 anos com os meus pais. Eu já ia fazer 9 anos, e todos os dias a Elzinha saia do quarto dela e ia dormir junto de mim, meus pais não estranharam pois sabia que ela tinha medo e não via mal nenhum ao ponto de colocar a outra cama junto no meu quarto para a Elzinha dormir alí, mas a Elzinha sá conseguia dormir junto comigo. Foi onde tudo começou... eu sentia o corpo dela ao meu e sentia certas sensações o meu penis que ainda éra pequeno e com aquele bico de lamparina ainda (ainda não éra circuncidado), fica duro encontando nela, mas eu não sabia nada de sexo, mas éra tarado por peitos, na escola atacava as meninas que já tinha seios, muita das vezes sá para ver e quando algumas deixavam dava uma mamadinha, mas isso muito escondido. Com Elzinha éra diferente, eu não gostava muito dela durante o dia onde fazia minhas estrepolias, mas anoite sentia sensações e foi por diante. Então Elzinha começou a mostrar o lado safadinha dela, começou a dar-me o s seios para eu mamar, eu adorava, mexia no meu penis que ja estava apontando para o norte e sempre dava uns beijinhos, uma chupadinha lá outra cá, até o dia em que começamos a tomar banhos juntos, isto é, não tinha ninguém em casa, minha vá e seu Jorge nos seus aposentos que ficavam afastados da casa mas no mesmo terreno que éra uma chácara. Alí no banho eu e Elzinha, quando ela tirou o vestido e ficou de calcinha, eu já nú e ela tirou a calcinha e eu ví aquela coisa já bem coberta de pelos e eu perguntei porque éra assim, que os das minha primas bem novas que ela eram lisinhas, ela respondeu: sei lá! e pediu para eu cheirar, eu fui e cheirei, com cheiro de urina, então ela lavou e colocou novamente na minha cara e eu cheirei, ela pediu para eu passar a lingua e passei lambí, lambí, ela pegava a minha cabeça e puxava para o encontro dela, ela ficava doida, gemia, gemia e soltava muito sulco na minha boca. e eu gostava e queria mais e mais, quando isso acontecia duas ou tres vezes ela amolecia toda e sentava no piso e lá ficava largada respirando rápido, eu ia até os seus seios para mamar, ela me empurrava e dizia não rela em mim, apás alguns minutos ela começava a se mexer e me puxava ao encontro dos seus seios,onde eu mamava, e ela comessava a respirar fundo de novo, colocava a mão no meu penis e ficava mexendo nele e eu sentia o mesmo que ela, e por fim vinha aquela dorzinha vindo do saco e indo bem devagar até a saida da ureta e saia uma aguasinha, e minhas penas tremiam, dava até passamento, respirava rápido, e ela já gozava de novo. Foi assim quase todos os dias, até a noite que ela começou a me ensinar como masturbá-la, ai foi bom demais, até o dia em que ela resolveu quebrar o cabacinho da minha fimose... mas eu já éra apaixonado por ela e ela por mim.... Bem isso já já uma outra estária..!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de mulher transando com negão p******gorda sentada no sofa e cachorra lambendominha mãe e minha avó junta conto eróticoConto erotico comi minha aluna virgemcontos erótico de primo trazendo e gozando na bocitinha e no cuzinhocontos de mototaxista e gaycontosesposasnapraiaTitias esperientes c. sobrinhos videos.putinha desde novinha sacaneadaassistir porno comendo gostosa dopando mulher na casa delconto patricia traindocontos baixinha popozudacontos e vidios de patroes sendo fodidos por empregadas tranxessualconto cunhada sheila adora dar a bunda quando marido sai para trabalharcontos eroticos bucetinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero vermeus peitinhos doíam...puta que mora no bairro portãocontos como dopar maridocontos mae peituda de baby dolllésbicas esfregando pernas de rã veridicomoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosconto comi minha mae na prisaórainha que gostava de analcontos eroticos homossexual meu pai me estuprouContos eróticos teens troca trocaeu conto sou casada meu cunhado me pegou a focaconto viado amarrado e folgadocontos eroticos borracheiroconto minha madrasta a puta da minha maevideos de porno sogro cardando a moraRola gostosa adoro mamar contoseroticoscontos eróticos transando com coroas separadasContos eroticos o professor de quimica me comeu varias vesses e tirou minha virgidadecontos eroticos um menino ou um homemcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteSafadinho aaa uuuContos reais de mulher com cachorroContos eroticos meu tio meteu no cu da minha mulher maomha frentecontos de coroa com novinhoconvencimeu marido a ser cornocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos fedorentaConto erótico com foto no interior vizinha peludaContos namorada arrombada por doisporra minha secretária tem a bunda deliciacontos eróticos maputocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosver contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadoconto erotico gay colo tiocomendo a cunhadinha lindinha contos eróticoscontos casada da na piacriei uma puta Coroa safada Taubatémulher casada e evangelica dando o cu,contos sexrelatos comi o traveco na marraConto pauzudacontos eroticos com vovocontos eroticos ninfeta aventureiraconto primeiro boquetecontos eroticos chantagemcontos eroticos de macho casado dando o rabo na pousadabotou tudo nela bebadacontos u caras muito bemdotado arobou a buceta da mia mulhe na mia frete contosconto comendo travesti bundudoprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretotiti do cu apertado emndei tanto minhA buceta no carnaVaL q to toda ardidacontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteputinha do titocontos eroticos minhas filhas jeinnydando pro impregado do papaiContos eroticos Fui estupra com meu tio negroContos sou alegria dos coroascontos eróticos mulheres da b***** grandeContos maes gravidas dando cuConto erotico fudendo a esposa sem saberarreganha abuceta no fank muito gosoContos eroticos minha mae e minha mamando no pauzao de oito negaos em um gang bang na academiaVer contos de mulheres no cio