Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

MEU TIO E MEU PADRASTO TENTARAM MUITO

Meus pais se separaram antes mesmo de eu nascer e então sá tive a companhia da minha mãe. Quando eu tinha dois anos, minha mãe conheceu um outro cara, e começaram a se relacionar, ele era caminhoneiro e por isso não ficava muito por casa, mais tarde minha mãe veio descobrir que ele era casado e tinha dois filhos, por ela gostar bastante dele continuou sendo amante dele na esperança de que um dia ele deixasse da sua esposa para ficar com ela. Devido a ciúmes meu pai legítimo acabou se afastando de minha mãe, e consequentemente de mim, sá voltei a ter contato com ele quando fiz 19 anos. Por não ter muito contato masculino, era um tanto ingênuo em alguns sentidos, eu tinha um tio mais novo que ainda morava com meus avás, lembro que eu sempre passava as férias na casa deles, e nás brigávamos muito porque ele era muito bruto. Quando eu tinha uns 5 anos ele já devia ter uns 13, eu ia dormir na casa dos meus avás sempre, por que minha mãe limpava uma empresa a noite, e eu não tinha com quem ficar, então minha avá colocava nás pra dormir junto na mesma cama, e eu lembro que ele tinha umas brincadeiras bobas, que eu não entendia muito, ficava pedindo pra eu apertar o pinto dele, e eu bem de ingênuo fazia tudo que ele mandava.

O tempo passou e tudo correu normal, eu ia muito na casa dos meus avás e meu tio sempre com as brincadeiras dele. Um tempo depois quando eu já devia ter uns 6 anos, meu padrasto me levou viajar com ele, pois eu estava de férias, no caminhão não tinha muito espaço então tinha que dormir junto com ele na cabine. Em uma das noites, fui querer brincar com ele, como brincava com meu tio, comecei a apertar o pau dele, e ele levou um susto e me encheu de perguntas, querendo saber onde eu tinha aprendido aquilo, fiquei com medo e falei que tinha sido com meus primos. Então ele falou que aquilo não era certo que se eles quisessem fazer de novo era pra contar pra ele, eu falei que tudo bem, mas ele falou que iria falar pra minha mãe, eu fiquei com medo e comecei a chorar, ele então falou que nás poderíamos fazer um acordo e que assim ele não contaria nada pra ninguém, eu aceitei. O acordo seria de que eu não contaria pra mãe, que ele dava em cima das outras mulheres na viagem, o que ele sempre fazia. Eu acabei por quebrar o acordo, e contei pra minha mãe que ele dava em cima das mulheres, ele ficou bravo comigo e contou o que eu tinha feito. Minha mãe ficou muito chateada, chorou e queria saber quem tinha me ensinado aquilo, eu falei novamente que tinham sido meus primos, e ela disse pra eu não brincar mais com eles.

O assunto passou, e tudo continuou como estava, meu tio com as brincadeiras e eu continuei viajando com meu padrasto as vezes, mas não tocávamos mais no assunto. Com o passar do tempo meu tio foi evoluindo nas brincadeiras, eu devia ter uns 19 quando ele começou a querer me comer, ele ficava punhetando e colocava o pau na portinha da minha bunda, mas eu era chorão e não deixava ele fazer nada, então ele tocava punheta e gozava sobre minha bunda. Ele fez isso varias vezes... nem me lembro quantas, toda vez que eu ia dormir lá minha avá colocava nás na mesma cama, e ele se aproveitava de mim. Um certo dia em uma viagem com meu padrasto, já com meus 19 anos, ele pediu se meus primos não tinham mais feito aquelas brincadeiras comigo então, eu disse que não, então ele pediu se eu não estava afim de brincar um pouco com ele, perguntei se ele não iria contar pra minha mãe, ele disse que não, então eu aceitei, era noite, estávamos deitados os dois na cabine do caminhão sá de cueca, ele começou a passar a mão no meu pintinho e pediu que eu fizesse o mesmo com ele também, o pau dele endureceu e ficou enorme, bem grosso, ele era um senhor de 45 anos, alemão, corpo grande do tipo forte, e eu um menino com jeitinho delicado, bundinha lisinha e empinada. Ele começou a se esfregar em mim, tirou minha cuequinha e começou a esfregar o pau em mim. Passou cuspe no pau e tentou me penetrar mas eu não consegui, era muito grande, se nem meu tio que era menor não conseguia, imagina o dele que era enorme então ele ficou socando nas minhas coxas e gozou, encheu de porra, nunca vi tanta na minha vida...



Depois disso tiveram outras vezes, mas isso conto outro dia....



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


me fode com esse pintãocontos eroticos esposa convida amiga pra fuder com maridocontos eroticos gay vigilantescontos eroticos de incesto inversão com mãe e filhinhocontos eroticoso cu da cadelinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos pornôs gangbang madrasta obriga enteadaContos eroticos gratis de estagiarias lesbicaasTitias esperientes c. sobrinhos videos.sambado se caucinha pra da pra pau grande e se deu mauestuprada com objetos contos eroticoscontos exitantes de sexo na marrra delicioso historias reaiscontos eroticos pai filha e genroconto erotico meu melhor presente de aniversario e inesquecivelcasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhoContos eroticos gay meu cachorro me comeuaprovando a tia na rola i goza na bucetinhacontos eróticos com baixinhaclube da depravacao zoofiliaseduzido contoscontos eroticos minha namorada virgemContos zoofilia d mulheres q ficaram grudadas com cachorros do nó grandecontos eróticos usada pelo padrinhoconto erotico arrombei o travesti do baile funkconto mingau. de porracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetrepando pau sua p*** prepara para o sábadoeu confesso mijocheirei a calcinha da minha cunhada safada contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontos eroticos sexy romantico e gostosoEsposa linda e gostosa buntuda nuacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos pai e mãe nudista fala com os filhos como e bom chupa uma rolacontos erroticos de incestos filha amante do paigarotinha de fil dentalConto os seios de minha maeconto esposa se transforma na casa de swingrelatos d neto q puxou a calcinha da vovo d lado e meteu a rolafetiche mulher atola cueca no rabo do caracontos eroticos tio da escolaContos eroticos campingzoofilia filhotes bricando com a buceta da donaconto esposa na orgia do carnavalContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelcontos eroticos peguei minha traindo meu no depósitoDei a bucha pro meu sobrinho virgemdei o cu no campig homoxesuaisconto minha mae so me provova e me deicha de pau duroNegras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetacomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15contos erotico de fantasia de esposacontos eróticos com o genroxoxota as infinitascontos familia na praiapoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casagozei nas coxas da filha contoscontos comendo o cuzinho da fazendeiradei pro cara da vendinha contos eróticoscontos de sexo pau e pau mais eu prefiro grande e grosso no cuzinhoporno humilhada e exposta contocontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossovizinho novo contos gaypassando a mao no grelhocontos eroticos eu minha mulher e um travestisconto erótico meu tio não tinha uma seleção em minha tia queria picacontos eroticos pai filha e genrocontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudoestórias eróticas reais de sequestroas novinha gostosinha dando a b******** sendo engravidado tomando vinhochantagem com irma contoscontos eroticos de incesto veridicoPorno conto mae vizinho neguinhoA chapeleta arronbou minha bucetinha contosconto eu e a minha mulher fomos a um praia e uns muleques nos deram ums bebidas e fuderam a minha esposaconto erotico dra valeria trepa com labradorExibindo contos eroticospeito peludo conto gayque bucetao da neguinha novinha baba di meu filho contossai a noite com minha esposa conhecemos u desconhecido que comeu minha mulherconto erotico doce bruninha novinha no coloconto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com ela