Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

OS DOIS MELHORES DIAS DA MINHA VIDA.



Oi pessoal, eu vou ser bem sincero, essa e a primeira vez que eu estou postando um conto aqui, já frequento esses sites de contos a um bom tempo.

Bom o que eu vou relatar aqui aconteceu no ano passado (2004 perto do Ano novo) eu me chamo Marcos moro no Rio, tenho 19 anos, o ano de 2004 foi muito parado pra mim, como não estava estudando ficava o dia inteiro em casa, já estava ficando de saco cheio, era computador o dia inteiro, o bom é que pelo menos eu saia aos finais de semana com os meu amigos. Eu moro com a minha avá e minha tia, minha mãe mora nos EUA e meu pai em Porto Alegre, eles sempre foram um casal irresponsável, me tiveram cedo demais e acabou sobrando para a minha avá, que não tem o porque eu falar o nome, minha tia Márcia sempre esteve mais presente na minha vida do que meus pais, eu considero ela como uma mãe, ela é linda, é a irmã mais nova do meu pai, tem 38 anos, morena clara, deve ter aproximadamente 1.65, tem um belo corpo, seios médios e macios, belas coxas e um belo traseiro, cabelo um pouco abaixo do ombro e liso, ela passa o dia inteiro fora e minha avá na maioria das vezes esta viajando com a igreja, então eu fico sá quase sempre. Moramos em um apartamento pequeno, com dois quartos, uma sala, banheiro e cozinha, a minha tia divide o quarto com a minha avá, eu fico horas no meu quarto pensando na vida, e como todo garoto jovem vivo pensando em sacanagem, a minha tia sempre chega as 21:00 horas, chega sempre com novidades em perfume, já que ela trabalha em uma perfumaria, eu e minha avá adoramos, porque sempre ganhamos brindes. Por mais que minha tia fosse deliciosa eu nunca tive interesses sexuais com ela, claro que como todo o homem normal eu dava umas olhadinhas diferentes para ela, mais não era nada serio.

Minha tia sempre gostou de mim, quando meus pais se separam ela foi a primeira a falar para a minha avá cuidar de mim, somos muito amigos, e nas horas ruins e boas sempre contamos um com o outro, me lembro de uma vez quando eu tinha uns 19 anos eu tinha pego emprestado uma revista Playboy com um amiguinho de escola e estava me acabando no banheiro, não percebi que minha tia estava em casa e ela me deu um flagra! Foi a maior vergonha, mais ela foi super natural e falou que era assim mesmo, nessa época eu nem ligava da minha avá e ela me ver pelado, por isso não fiquei traumatizado.

Agora voltando aos tempos de hoje, foi em uma quinta-feira, estavamos sá em casa minha tia estava de folga e minha avá estava de viagem pra variar, eu acordei bem cedo aquele dia umas 7:00 da manha, fui ao banheiro e escovei os dentes, mais naquela manha estava com uma baita dor de cabeça, fui ate um armário que tinha na cozinha onde se guardava os remédios, mais o que encontrei foram sá varias caixas de perfume, então resolvi ir ate o quarto da minha tia, notei que minha tia já havia levantado e bati na porta e perguntei se o remédio para dor de cabeça estava no quarto dela, ela disse que sim e já ia trazer pra mim, pois ela estava se vestindo, fui ate a sala e fiquei sentado no sofá estava um maior calor, eis que a porta do quarto se abre e minha tia vai ate a sala, sá de calcinha e sutiã, ela não percebeu que eu estava ali sentado no sofá, quando vi a cena eu fiquei perplexo, ela era mais gostosa do que eu imaginava, fiquei paralisado olhando para aquela bunda, enquanto ela mexia na caixa de remédios que ela pensou estar em seu quarto mais na verdade ela havia guardado ali, quando ela percebeu que eu estava ali ela arregalou os olhos e não escondeu o quanto ficou sem graça, ela ficou vermelha e eu também, apesar de sermos muitos amigos a minha tia sempre foi muito discreta, ela disfarçou e fingiu achar aquilo normal, quando ela me entregou o remédio fui ate a cozinha pegar um copo de água, ao tomar o comprimido voltei para o meu quarto e dei uma olhada para o quarto da minha tia, ela já estava vestida, mais parecia estar assustada ainda, fui ate o meu quarto e deitei, e por mais que eu queria esquecer a cena eu não conseguia, era muito linda, maravilhosa, estava de pau duro no meu quarto, já tinha visto minha tia nessa situação mais não sei porque naquele dia aquilo mexeu comigo, estava muito confuso com aquilo tudo, sempre olhei minha tia como a minha mãe e minutos depois estava olhando ela como uma mulher, uma mulher atraente e que me despertava tesão, fui ate o banheiro, mais antes de sair do quarto me certifiquei se ela não estava no corredor pois meu pênis estava gigantesco, não demorou muito a masturbação e gozei logo, mais aquilo sá aumentou a minha dor de cabeça, não adiantou nada o remédio já que eu tinha feito esforço em me masturbar, e piorou a situação quando fui a cozinha e vi a minha tia com a maior boa vontade preparando café da manha para o seu sobrinho ‘’tarado’’ aquilo me deixou super mal, fui para o meu quarto e não aguentei cai no choro, como pude ser tão irracional ao ponto de ter pensamentos sujos da tia que eu tanto amo? Me controlei um pouco e fui ate a cozinha e dei um abraço sem maldade na minha tia, e falei o quanto eu gostava dela, que ela era uma mãe para mim, ela ficou toda contente ficou ate com o olho cheio de lagrimas e disse que também me via como um filho, depois disso fui para o meu quarto e acabei dormindo já que eu havia acordado muito cedo, acordei quase 13:00 da tarde e fui tomar meu banho, quando estou de baixo do chuveiro a cena da minha tia de calcinha e sutiã retorna a minha cabeça e para piorar a situação, a calcinha que ela estava usando estava pendurada no box bem na minha frente, eu me controlei por mais que o tesão era grande, sai rápido do chuveiro me enxugando e fui para o meu quarto, coloquei logo a roupa e fui para a sala um pouco aliviado de eu ter conseguido me controlar, na sala estava a minha tia deitada no sofá com as pernas para cima vendo TV, ela estava com o mesmo shortinho que ela sempre usou, era bem curtinho deixava um pedacinho da bunda aparecendo, e uma camisa que deixava a sua barrigudinha a mostra, ela sempre usou aquela roupa, mais eu sá agora via ela como uma mulher, quando eu cheguei na sala sentei em outro sofá, eu estava tendo total visão de sua coxas e quando ela abria um pouco as pernas eu podia ver um pouco a sua calcinha, aquilo estava me deixando louco, quantos pensamentos maldosos estavam surgindo na minha cabeça, estava super excitado com certeza me arrependeria de tudo depois, estava quase tendo um orgasmo sem mesmo tocar em meu pênis, minha tia nem imaginava que eu estava comendo ela com os olhos, derrepente ela virou o rosto em minha direção, na hora tirei os olhos dela, como eu estava com a sensação de culpa pensei que ela fosse brigar, ela apenas olhou para mim e me mandou um beijo e eu retribui, ela me perguntou - vai sair com seus amigos hoje? - não tia, não estou bem para sair - ela perguntou se estava acontecendo algum problema, se eu havia brigado com os meu amigos, enfim preocupações que uma mãe teria, disse que não tinha acontecido nada, afinal não se tem nada para fazer em uma quinta a noite, mais aquela foi uma tarde bem agradável, tirando o meu descontrole sexual, conversamos muito, ela ate relembrou o dia que ela me pegou me masturbando no banheiro, dessa vez eu fiquei com muita vergonha, já era 20:00 da noite quando a minha tia resolveu tomar umas biritas, já eram 21:00 quando ela começou a ficar ‘’alegre’’, ela ligou o som e começou a dançar pra mim, e ria muito, ela já estava sem o controle da situação, o fato de eu poder fazer qualquer coisa com ela estava me deixando excitado, eu estava sentado e ela veio ate mim e se sentou do meu lado no sofá e ficou me dando carinho e falando que ela me amava muito, nessa momento olhei para a perna dela e estava toda a mostra, disse que também a amava, e fui correndo para o meu quarto para pensar, sabia que naquele momento eu poderia fazer qualquer coisa com ela, isso me assustava e me deixava com tesão também. Quando voltei a sala minha tia estava dormindo de bruços no sofá, fiquei contemplando aquela cena, afinal seu shortinho era provocante, na hora pensei em arranca-lo e meter o meu pau nela. Foi quando eu pensei o quanto eu fiquei arrependido por ter batido uma punheta em homenagem a ela, imagina seu eu comece ela, eu amo ela demais, me controlei um pouco e a peguei no colo e levei ela para o seu quarto, deitei aquele corpo delicioso na cama e na hora que eu estava saindo, aconteceu o que eu não queria ou na verdade queria, ela deu uma acordada e pediu para eu dormir com ela, eu na hora aceitei, apaguei toda a casa e corri e deitei do seu lado, ela olhou para mim e deu um riso eu também sorri, ela virou para o lado e eu para o outro, não passou nem uns 2 minutos e ela já dormindo, fiquei admirando seu belo corpo e sem pensar comecei passar o dedo em sua bunda, aquilo estava errado eu sei, mais eu estava com muito tesão, meu coração estava na boca eu estava tremendo, comecei a passar a mão inteira em sua bunda, em com a minha mão esquerda eu esfregava o meu pau, não aguentei e fui para o banheiro peguei aquela calcinha do box e comecei a cheira-la, aquele aroma de vagina me deixava maluco, logo espirrei vários jatos de gozo, satisfeito mais ainda com tesão, tomei um banho e voltei para o quarto de minha tia, vi se estava tudo bem e fui para o meu quarto, não queria fazer mais nenhuma besteira, cai no sono logo e por volta das 3:00 da manha a minha tia me acorda, ela me perguntou por que eu tinha saído de seu quarto, eu inventei que estava com muito calor e me mexia muito e não queria incomodar ela, titia que já não estava tão alcoolizada, mais mesmo assim corajosa devido ao álcool me perguntou - Por que você esta meio estranho hoje? foi por você ter me visto de calcinha e sutiã ? eu disse - Não que besteira! - Ah! Bom, eu também acho besteira, você já me viu outras vezes desse jeito, mais eu percebi a forma que você me olhou na hora, ate fiquei sem graça, eu percebi o volume que se formou no seu short - Fiquei com uma vergonha, minha tia era super esperta, pedi muita desculpa, que isso não ia acontecer de novo, ela como sempre um doce me respondeu - tudo bem meu lindo, muito normal a sua reação.

Pela manha de sexta minha tia ainda estava em casa pois onde ela trabalhava resolveram emendar, acordei primeiro por volta das 9:00 da manha, estava um calor insuportável, minha tia acordou logo depois, ela estava bela como sempre, ficou um pouco na sala assistindo os desenhos que passa pela manha, quando decidimos tomar um banho de piscina, e era uma boa hora já que não tinha ninguém usando pois era dia de semana, ela foi tomar um rápido banho e eu fui colocar so o meu short de banho, obvio que eu me aprontei primeiro que ela, fiquei um pouco na sala e ela saiu do banheiro enrolado em uma toalha, na hora a única coisa que conseguia pensar era o que poderia estar por baixo daquele pano, não demorou nem 5 minutos e ela saiu do quarto com um bikine rosa que era um tesão, valorizava cada pedaço de seu suculento corpo, ela ainda ficou dando voltinhas pois o bikini era novo, então ela ficava me perguntando o que eu achei, eu disse que ela era maravilhosa, e falei que ela deveria atrair olhares de muitos homens, ela disse que a muito tempo não tinha relacionamento, eu fiquei espantado, como uma mulher daquela poderia ficar sem um homem? Eu falei que os homens não sabiam o que estavam perdendo, ela riu muito, e me fez uma pergunta ousada e acho eu sem maldade - Você ficaria com a titia? - com certeza e não largaria nunca - novamente rimos, o clima estava bom, minha tia estava de átimo humor e estava super sexy, chegando na piscina sá eu entrei, ela ficou deitada de bruços em uma cadeira de praia, sá estava nos dois no local, derrepente parei e fiquei observando a bunda da minha tia, que obra de arte, sai imediatamente da piscina e fiquei ao seu lado puxando papo, enquanto reparava em seu belo corpo. Eu não gosto de usar sunga, uso uma bermuda por cima, e minha tia sempre implicou com isso, e dessa vez ela disse - Poxa Marquinhos, perde essa mania de ficar usando essas bermudas, fica so de sunga, tira o isso vai - sabia que ela tinha dito isso sem maldade, pois ela sempre falava, mais acontece que seu tirasse ela ia perceber como meu pau estava com tesão dela, mais não teve como, tirei e fiquei so de sunga, meu pau estava duro feito pedra, o volume na minha sunga era gigante, parecia que eu tinha colocado uma banana virada para a direita dentro da minha sunga, os olhos da minha tia foram direto para a minha pica, ela não consegui disfarçar e falou meio sem jeito - Nossa Marcos, de novo? Você tinha dito que isso não ia mais voltar a acontecer - Caramba que vergonha, ela ainda ficou rindo depois de falar aquilo, logo depois ela se levantou e pulou na piscina, parecia uma sereia, ficou bem pouco e logo saiu e se sentou ao meu lado e falou que ela estava brincando comigo, para eu parar de me importar, ficamos ali um tempo conversando sobre outras coisas, já estávamos ali quase uma hora, ela ate se espantou e falou que ficaria queimada, e pegou o bronzeador e começou a passar em suas pernas nossa que tesão foi olhar aquilo, passou pelos seios e me entregou e pediu para que eu passasse em suas costas, nossa aquilo foi um delírio, ela se virou e quando eu vi aquele bunda quase dizendo um OI pra mim eu quase gozei, enquanto eu passava eu comecei a fazer vários elogios, e ela adorava, afinal que mulher não gosta de ser elogiada? So uma hora eu extrapolei e disse - nossa e essa bunda então, que tesão - O silencio tomou conta de nos dois por alguns minutos, o meu coração disparou, como pude ter falado aquilo pra minha tia? Ela disse - Marcos pega leve com seus comentários, alguém pode ouvir e pensar coisas, eu sei que você é jovem, e se excita fácil, mais pega leve ok?, e também tem o fato de eu ser sua tia - Mil desculpas tia, eu não queria ter falado isso, saiu sem querer, você quer que eu continue passando? - Bobagem Marcos, suas mãos estão deliciosas, você sabe usar elas - depois de alguns minutos minha tia me fez uma pergunta que eu não esperava - Marquinhos você já se masturbou pensando em mim? - Fiquei sem palavras na hora, e disse que não (nossa que mentira a minha) ela sá me respondeu com um ‘’sei’’ bem irônico. Saímos da piscina e voltamos para o apartamento, alguma coisa me dizia que ia acontecer uma doidera. Chegando no nosso apto minha tia ficou andando pela casa de bikini, como disse estava muito calor, meu olhos não desgrudavam dela, estava querendo comer ela te qualquer jeito, estava igual a um animal, mais tinha que Ter certeza se ela toparia, ela se sentou do meu lado e me olhou com uma cara de safada que eu comecei a desconfiar que ela queria algo, e derrepente ela me faz uma pergunta que me deixou quase certo de que ela queria sexo - Marquinhos, você gosta de me olhar? -Sim, desculpa tia, mais você é linda, e com o perdão da palavra, muito gostosa! - Ela deu uma risadinha e falou que não ligava de eu usar aquele termo, afinal ali ninguém ia ouvir nada, então eu resolvi me arriscar e tirei o meu short novamente ficando sá de sunga de novo, e assim fiquei andando pela casa, ficamos nesse jogo de sedução, fui para a cozinha e ao voltar para a sala lá estava a minha titia assistindo teve sá de bikini, ela estava em posição de dar tesão, fui para a sala meu pau estava durão e eu nem liguei, me entreguei, ele estava quase soltando da minha sunga, minha tia pregou os olhos nele e deu uma risadinha e voltou a olhar a tv, e eu não tirava os olhos de seus seios e ela percebeu e falou - Marcos, ei acorda, você gosta de olhar para os meus seios? - Como disse eu já havia me entregado - Sim tia, desculpe, mais eu estou louco por você, eu tinha dito que nunca havia me masturbado pensando em você, mais eu menti, você não sai da minha cabeça, desculpa, mais essa é a verdade, eu vou entender se você não quiser mais olhar na minha cara - Ela ficou seria olhando para mim, e perguntou: - Marcos, você sabe que isso é incesto? Você gostaria mesmo de fazer sexo comigo? - o Silencio tomou conta da sala e ela se levantou e foi para o quarto, fiquei um tempo na sala muito triste da besteira que havia feito, perdi a confiança da minha tia, fiquei ali uns 20 minutos e fui para o meu quarto e dei uma olhadinha para dentro do quarto dela, ela estava já de roupa e lendo um livro fiquei muito mal, quando entro no meu quarto escuto a voz da minha tia me chamando, fui imediatamente achando que ia vim bronca e lição de moral, ela me chamou para sentar na cama dela, então eu sentei e mesmo na situação que estava percebi que ela estava com um shortinho curto e a parte de cima sá com sutiã, ela ficou me olhando com um olhar de preocupada e falou - Você gosta dos meu seios ne? - Eu sá mexi a cabeça fazendo sinal de positivo - Marcos, eu sei que eu posso me arrepender disso, mais você quer vê-los? - Eu levei um susto, não acreditei naquilo, me coração foi a mil por hora, eu fiquei tremendo, afinal nunca tinha visto os seios da minha tia, sá por cima do sutiã - é claro tia - Ela então levou suas delicadas mãos as costas abrindo o sutiã e soltando aqueles lindos e belos seios, como eram gostosos, eu perguntei se eu poderia aperta-los, ela disse sim, levei na hora minhas mãos aos seus seios e fiquei apertando, como eram gostosos, enquanto eu os apertava minha tia me olhava meio assustada e parecia estar ficando com tesão, já que eu estava ali falei - Tia você já não tem relacionamento a um bom tempo, nem eu, e eu amo você, vamos parar com essa bobeira de tabu do incesto e vamos em frente, somos dois adultos - Ela ficou meio pensativa e falou - Mais Marquinhos, isso seria um grande pecado - Tia pecado seria se nos não desistirmos agora - segurei ela firme e dei um beijo de língua nela e ela retribuiu - tia tira esse short mostra essa bunda que eu tanto gosto - ela já estava dominada pelo tesão também e falou - ok, Marcos, me mostra essa sua picona que tanto fica dura, ela não me queria? - Coloquei minha pica de fora, na hora a mão da minha tia foi ate ela e começou a fazer movimentos de masturbação nela, e logo levou aquela boca quente e começou o boquete mais gostoso que eu já tive, e super demorado, enquanto ela mamava no meu cacete, eu apertava seus deliciosos e macios, ela parou o boquete e tirou seu short e calcinha, pela primeira vez via a vagina da minha tia, era muito tesuda, tinha os lábios carnudos e macios e era bem rozinha, tinha poucos pêlos em volta, ela queria que eu chupasse, não pensei duas vezes e comecei o serviço, fiquei um tempão chupando a minha tia, ela gritava e gemia muito, éramos dois animas que não fazíamos sexo a muito tempo, sugeri fazer uma 69, ela topou e ainda disse em tom de brincadeira - Nossa, não imaginava que você fosse tão safadinho - enquanto eu chupava ela me chupava logo gozei e de sacanagem não avisei, a minha porra entrou na boca dela, foi gozo goela a baixo ela disse - Seu filha da puta safado, me avisa ne? - aquilo me excitou ainda mais, e meu pênis ficou duro novamente - Tia, você fica ainda mais linda com essa porra escorrendo da sua boca, ela deu uma risadinha, era a hora de comer aquela vagina carnuda, coloquei meu pau nela sem a camisinha e comecei a bombar, ela gritou muito, ficou irreconhecível, falava muita putaria - Vai lindo, fode a sua tia biscate, fode essa maníaca que gosta de incesto - Ficamos nessa foda por um bom tempo, ate que coloquei ela na minha posição favorita, de quatro, dei muito tapa na bunda dela, ela gritava feito uma cadela, ate que chegou a hora de mas um orgasmo, tirei meu pau dela rapidamente e virei seu corpo gozando em cima da sua vagina, nossa que tesão que foi aquela foda, depois disso nos abraçamos e nos beijamos muito, ficamos abraçados um tempão, ela disse que adorou, mais estava com uma sensação de culpa, disse que também estava, mais depois daquilo o meu amor por ela aumentou muito mais, e ela também, nosso relacionamento continua o mesmo, que bem mais aberto, sempre que a vová sai de casa lá vamos nos, ela é a melhor tia do mundo, ela é a mulher da minha vida, e aqui acaba esse conto, espero que tenham gostado, se quiser manter contato comigo e contar alguns relatos pra mim meu email é : [email protected] as vezes estou no msn, quem sabe a gente se fala... até mais galera!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meu sobrinho pausudo comeu minha filha. conto eróticoscontos eróticos brincadeira de meninassofri no pau de outro contotocu de proposito pornodoudomarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexocontos de seco com meu tio aiii gostoso metiiicontos eróticos dando a buceta a outro na frente do maridoContos eroticos o marido gostoso da primaso patricinhas com seios grandes fodendo de escorrer leite maternoComi a josi da boca  entao fiquei sozinha com o meu pai , no primeiro dia vi ele tomar banho e vi o  coroa negra contocontos minha esposa virgem na bundinhacontos eróticos de mulheres casadas q já treparam com travestiex cunhada safada casada com presidiárioContos eroticos no onibusbucetuda goza ate travarconto engravideivideo travesti comeu amiguinha virgem de chortinho sozinha na casa delaContos eroticos teens gay no banho com meu paicontos punheta publico cinema onibus videocontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntasos pedreiros me estupraram contos eroticoscasa dos contos familia toda na putariaminha prima chupou meu pau virgem contoscontos de lesbicas coroascontos como dopar maridocontos eróticos: prima comprometidatenta enfia o pau no cuzinho do priminhoconto erotico eu gozei dentrohistorias pra gozar minha menina de 19 aninhos e delirarrabuda fudendo e adora contoscontos eroticos tia suruba com sobrinhoscontos de coroa com novinhoporn conto com a gerenteprofessor peludo conto gayConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhaminha sogra e ninfomaniaca contowww.contos+filho+pega+mãe+calvacando+na+rola+pai.com.brcontos lesbico meus pais viajaramminha novinha tarada contoA loirinha punheteira contos eróticosmeu sobrinho mamou meu pau contos gaywww.dei a buceta com dez anos contoConto erodico gay usando ropa de mulher conto de sexo com o pai ou irmão ou tiocorno gemendo cu contotira a roupa vadia q vou te comer sua buceta gostosabuceta na praia toninhasvalesca chupando e o namorado olhandocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosconto comi minha mae na prisaócontos eroticos presente para cunhadaMeu primo que chupa no meu pauistoriacontoseroticoscantos eroticos a inda criaca papai comeu meu cuzinhomeu amigo pediu pra eu comer sua namoradameti no cuzinho da minha filha novinha de seis anos contogays coroas do bairro agua verdecontos eróticos arrastei peo canto e fodi com forçacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteSou agora casada com meu ex primo viuvo conto eroticoconto eróticos.estuprando sobrinha mudacontos erotico cuzinho o cu da mamaecontos o mendigo dotadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordameu sobrinho de treze ano conto gayContos eróticos dei pra todos os homens da famíliamãe transando com você Tô todo meladocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-okinawa-ufa.ruConto erotico sogra bundudacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos Patrick amiga comeuConto loira 20 aninhos casada e amigo de maridãocontos eróticosolha como tá durocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo porno de garotinhas com olhinho vidradoconto de sexo com bela coroamamei as tetas da minha irmaesposa caseiro contosConto erotivo estupro veridicoporno tia dando bronca e caiu nas labia dele