Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

MEU IRMÃO FODEU MINHA ESPOSINHA

" Amor !!! seu irmão está fodendo meu cú" . Pela fresta do armario eu observava a expressão de alegria e tesão no rosto de Jane enquanto meu irmão a bombava sem dá.





Tudo começou ao final de minha ultima viagem a trabalho e, no aeroporto, enquanto eu fazia hora para embarcar, fiqueidando uma volta pelas lojas. Foi quando vi em uma das vitrines um shortinho branco minisculo e pensei na minha doce e gostosa esposinha Jane usando-o. Entrei na loja e pedi para a balconista me deixar ver o tal shortinho. Em minhas mãos pude perceber a suavidade de um certo tipo de poliester que aproxaimava-se de cetim. Pela frente, de cintura baixassima, ele se feixava por um pequeno ziper. Logo abaixo do ziper uma costura que dividia propositalmente o shortinho em duas partes. Certamente dividiria em duas a buceta da mulher que o usasse.



Comprei e no caminho fui imaginando a cena tesuda que Jane me proporcionaria ao usar aquela peça, que certamente foi desenhada por algum tarado.



Ja em casa, apás um longo e molhado beijo de lingua, Jane me disse que estava doida de saudade e que ficar sá na companhia do Joca ( um cosnolo extra grande que ela comprou para alivia-lanas minhas ausencias) não estava sendo suficiente. Disse isso empalmando minha rola e dizendo: preciso de uma foda de verdade, amor...



Em resposta ergui seu vestidinho e dedilhei sua buceta pela qual tanta punheta eu batia quando estava viajando.



- Eu também to morto de tesão pela minha putinha, doido por seu cuzinho guloso...mas antes amor deixa e ligar pro meu irmão - meu irmão é meu sácio - pra dizerpraele vir aqui em casa hoje a pra falarmos da minha viagem.



Enquanto Jane manobrava minha rola pra fora de minha calça e caia de boca eu ligava para o meu irmão. Nos trocamos uma duzia de palavras e ficamos combinados que ele a noite viria em casa.



- Amor, disse eu, meu irmão agradeceu sua ajuda na terça feira passada, quando ele precisou da cápia da minha procuração pra ele e voce o ajudou. Legal isso vidinha.



- Verdade minha vida, disse ela, mas ele precisou vir aqui em casa -foi no dia que ficamos sem internet - eu mostrei pra o arquivo e ele imprimiu e ficou tudo certo.



- Legal eu amor, agora vem me dar esse cu tesudo vem?...



- humm seu safado tarado.. e agora já sei por que voce é doido por meu rabo né? É coisa de familia..



- Como assim amor, que conversa é essa.



- Ai amor.. desculpa eu dizer mas qdo seu irmão veio aqui..eu tava com aquela calça branca de lycra sabe..



- Eu sei minha vida ela entra todinha no seu rego.... é enloquecedora. Mas o que houve?



- Ai amor.seu irmão ficou me secando e eu pude perceber que ele ficou de cacete enorme de duro.. dava pra ver sob a calça jeans justa que usava..



- Sério amor??Mas que sacana.. meu irmão apreciando o rabo da minha esposinha... mas ele ta certo viu minha vida, que cuzão lindo voce tem. Ah e por falar nisso olha sá o que eu te comprei.. e abrindo a mala entreguei o shortinho..



Jane imediatamente o vestiu. E não deu outra. O shortinho dividia sua buceta bem ao meio, deixando-a toda exposta, Jane deu uma voltinha .. puta que pariu tava demais.



- Mnha puta.. num tem macho nesse mundo que não queira foder voce se te ver usando essa roupinha. Se meu irmao te ver assim ele vai te estrupar rsrsrsr



- Afee querido num fala isso não.. será que é tanto assim?



- E sim amor, eu tenho certeza e olha que eu até queria ver viu?



- Que voce tá dizendo? Ta querendo ver seu irmão me comer? Ficou doido?



- Não é bem comer amor. mas quero ver ele ficar tarado em voce. E ja sei o que vou fazer: voce recebe ele com esse shortinho eu fico escondido ali no armario da sala, tem porta de treliça, vai dar pra eu ver tudinho.. na hora agá eu saio e pronto.. sá quero ver ele enlouquecer...



- Ta bom amor. se voce quer assim.... mas vê lá hein? num bobeia não que um homem cego de tesão pode fazer qualquer coisa.. agora vamos esquecer a rola de seu irmão e me dá sua..



Jane voltou a chupar minha pica.. fodemos muito e sempre falando e rindo da cara que eu irmão faria a vê-la naquele shortinho.



Lá pelas 20 horas, hora que eu tinha combinado com meu irmão, Jane foi se colocar linda e gostosa Além do shortnho ela colocou uma sandalia de salto bem alto que a arrabitava mais que o normal e uma blusinha de alça, sem sutiã é obvio.



Quando tocou a campainha corri para dentro do armario - de onde eu tinha uma visão ampla e total da sala - e Jane foi abrir a porta para meu irmão.



- Ola Jorge entre, tudo bem? - perguntou dando um beijo molhado no rosto de meu irmão



- Tudo átimo. Vim conversar com João .. cade ele?



- Ele saiu um pouco, foi buscar um vinho pra nás fica a vontade... - pegando elo braço de Jorge levou-o até uma poltrona e o fez sentar-se, permanecendo em em pé, exibindo-se bem em frente a ele. Meu irmão tentou desviar o olhar do shortinho de Jane, mas tava dificil. Cravou os olhos na buceta dela, enquanto ela perguntava de mãos na cintura, ondulando as cadeiras:



- E aí? o que vai beber?



- U-U-uisque cunhadinha.. sem gelo..gaguejou Jorge.



Jane voltou-se ainda permanecedno na frente de Jorge, de forma que ele pudesse apreciar sua bunda de perto, e deu passos em direção ao barzinho. Curvou-se exageradamente para pegar a garrafa e o copo. Dessa forma Jorge poderia ver não apenas sua bunda mas o volume de sua buceta expremida pela costura do shortinho. Jane voltou-se com o copo já cheio surpreendendo Jorge de olhos arregalados, e caminhou na sua direção oferecendo o copo.



Feito isso voltou-se em dreçao ao som, olhando de rabo de olho com um sorriso sacana nos lábios para a porta atrás da qual eu me escondia, e escolheu um cd de batidão funk para tocar. A safada da Jane numa das tardes denossa fantasia havia comprado esse cd e mais uma sainha curtissima e pregueadinha para fazer uma show especial para mim de bailarina do funk, e nem preciso dizer que foi a tarde em que ela me deixou mais tesudo desde que haviamos nos casado. E agora ela fazia a mesma coisa com meu irmão. Oferecendo-lhe um show enlouquecedor de rebolados e remelexos que exibiam seus peitos e sua bunda absolutamente tentadores.



Vi meu irmão levantar-se e ir em direção a Jane, dava pra ver sua rola dura por baixo da calça social e folgada que usava. Ele se encaixou por tras de Jane que não parava de rebolar e começu a rebolar no mesmo ritmo dela, certamente para encaixar a rola em seu rego.



Jane olhou por cima do ombro e disse sem muita convicção:



- Voce ficou doido? Seu irmão pode chegarem qualquer minuto, disse ainda rebolando e se empinando um pouco mais.



- Humm - disse meu irmão - se ele chegar eu corropro banheiro e batouma punheta pra essa bunda linda.



- Punheta?? Ô desperdicio. Faz isso não. Vem cá... e puxando meu irmão pela mão, sentou-se no sofa e colcocou- bem em frente a ela.



E continuou dizendo: sabe Jorge? desde terça feira passada, quando voce ficou de pau duro aqui em casa, que eu fiquei a fim de dar uma pegadinha nessa maravilha.... E dizendo isso tratou de ir abrindo o ziper e enfiando a mão dentro da calça de Jorge pra manobrar a rola dele pra fora. Pude ver então que jane tinha razão: era uma puta de uma rola.



- Humm olha sá, toda durinha por mim? e passou a punhetar bem de leve de lamber a cabeça encarando eu irmão nos olhos.



Ele agarrou-a pelas laterais da cabeça e disse: humm quero foder essa boquinha gulosa.... minha putinha...



Jane interrompeu a mamada e de olho no olho de Jorge disse: putinha eu??imagina... quero mais é ser uma cadelinha..será que eu sou??



- As cadelinhas ficam de quatro e arrebitam o rabo pro macho...



- Será que é isso que voce quer? É? Quer que eu fico de quatro bem empinadinha..?



De dentro do armario eu ouvia e assistia tudo aquilo numa luta enorme comigo mesmo não sabia se saia e brigava com Jane e meu irmão ou se eu ficava assistindo me punhetando, coisa que eu quase ja estava fazendo, uma vez que o pau já estava ficando duro e eu o alisava por cima da calça, nesse momento Jane ficou de pe´, desceu o shortinho e ajoelhando-se no sofa, apoiou-se no encosto virada de cara para mim. Ela olhava sorrindo rebolando...e vi Jorge em pé, ir se agachando até sumir por tras da bunda da minha esposinha.



- hummm cunhadinha que visão mais linda. se meu irmão soubesse quantas punhetas eu bati por essa bunda ele brigava comigo...



Do jeito que Jane rebolava e sorria olhando pro armario eu tive certeza de que Jorge estava dedilhando seu cu e sua buceta ou enfiando a lngua...



Ela virou-se e disse: então voce sonhou em ao menos pincelar a portinha do meu cu com essa delicia de pica não?



- claro que sim minha cunhadinha... quis muits vezes te pincelar assim...



Ouvio dizer isso e eu o vi surgir em pe por tras de Jane e pelos movimentos ele estava passando a cabeça da rola em sua buceta e seu cu..



- HUmmmm mas será que voce aguenta sá pincelar.. voce sabe como é né? esse cu pertence ao seu irmão.. voce não iria fode-lo. Iria?



Jorge em resposta agarrou-a pela cintura, dando-lhe uma bombada que fez Jane urrar e agarrar-se na almofada do encosto do sofa.



- Caralho seu filho da puta, voce tá estocando meu cu!! Puta que pariu.. e dizia isso rebolando, gemendo, esmurrando o sofa, que foda, que foda.. ai meu deus..



- puta, puta safada, sente minha rola toda atolada no seu cu sua vagabunda ordinaria..



Foi então que Jane gritou: " Amor seu rmão está fodendo meu cú"



Percebi que Jorge ficou alguns segundos paralisado, quem sabe pensando que eu estava por ali... e de fato eu abri a porta do armario e de rola pra fora da calça me batendo uma punheta eu me dirigi em direção a eles, agarrando a cabeça de Jane e enfiando a rola em sua boca e dizendo pr meu irmão:



- Fode essa vaca, fode.. fode. arromba o cu dessa vadia... puta que pariu... Jane eu te amo.. chupa minha puta chupa minha rola.



Jane se engasgava na minha rola e girava o rabo no ar tendo a rola do meu rmão como eixo. Percebi os espasmos no corpo de Jorge que prenunciavam o gozo proximo.



- Mano to enchendo o cu da sua esposinha de porra... puta que pariu. fode, fode, fode.. ahhhhhhh



Foi o suficiente pra eu arrancar a rola da boca de Jane e gozarem sua cara....



Desabamos os tres uns por cima dos outrs. cansados..mas felizes....



Eu, Jane e o Jorge estavamos iniciando uma vida muito mais gostosa....



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gozei no copo e dei pra minha tia bebeu contosconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos Lebicas Tirei virgindade da minha irma com um cenourafilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorencoxando a minha tia contocontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadacontos eróticos putinha novinha rabudasconto "fio dental" mãe filhoconto trocando as filhascache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos travesti no acampamentoVidios porno meu irmao me estrupou cravo tudo o pazao emincontos eroticos estuprada e gemendo gostoso issooo vaiiii nao paraSou a cadelinha do meu cão contoscontos de dei o cu para um jumento Negrãocontos eróticos troca de casalcontos eroticos de sexo de toda familapapai encheu minha boca de porracontos eróticos de mulher ensinando potro f****contos incesto troca de filhastrs com minha tia no banheiroCONTOS ERoticos cozinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto erotico.flagrei e participei lesbicocontos erosticos meu fihos mi comeraosbucetinha gostosa da menina calcinha Contos Maecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos erótico Lara a experienteContos erótico pai tanto banho filhaconto gay o viuvo me fez sua femeacontos eroticos minha filha de fio dentalfotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetaconto ela apostou o cuzinho e perdeuCorno viadinho conto eroticocontos eróticos afim do papai Contos eroticos de travetis negra do pau grande e gostosos.okinawa.ufa.ru conto erotico orgiasCaralhogigantedentrocontos eroticos com mulheres estupradas selvagementecontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetaConto erótico namorada mestiçacoloquei a madame pra gritar no meu pau contospegei minha mae gorda e comi ela no banheiroboquete mulher de 48 anos contocordinha rabuda de saia ficor em casa sozinha e o vizinhoa menininha gotozinha pequeninha contosvídeos pornô muller que esta usando vestido de veludo analamigo negro do pau grande comendo o cu do amigo branco contos eróticosconto erotico brincando com a priminha de bonecaContos me enganei era traveco com fotoscontoseroticoscomendo a coroa loira e a filha delacontos eroticos de mulher de sc com cachorrotirei o cabaço da minha tiaconto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhasconto erótico rasgada pela turmasenpatia para tansa com cuinhadacontos cachorro cebola zoofilisdindinho comeu meu cuzinhocontos eróticos de lesbicas na piscinaaluninha dando cuzinho virgem para o professor pirocudo contos eroticosminha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripacontos titia mando eu arromba seu cu gordofudendo o cú da mae de renan conto eroticoporno contos casada comprando mandiocaconto casada gostosa com negao limpando o jardimcontogayporno http://okinawa-ufa.ru/conto_22456_ajudei-meu-amigo-comer-o-rabinho-da-minha-mulher.htmlcontos enteadacontos eróticos gay dei o cú sem querercontos sexuais de jessica no carroconto erotico minha namorada cuidado de mimcontos eroticos separou pra levar picaconto crente corno e curradoprima safadinha querendo me dar escondido da minha tiacomedo a aluna no motel contoconto trocando as filhascesto de roupa sujas contos eróticoscontos eroticos alisando a esposa do meu amigoconto xota cu filhinhocontos eróticos de lésbicas masoquistascontos fudi minha cunhada emplena lua de mel