Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

PINTANDO O 7 COM UM AMIGO

Olá, meu nome é Bella, e os contos que irei postar aqui são todos fictícios. Todos de minha autoria e com base em fantasias e outros contos já lidos.



Meu nome é Bella, sou loira, 1,67 de altura, 66kg, seios e bumbum médios, barriguinha em forma, pele branca, mas no momento queimada pelo sol. Como dizem meus “amigos”, sou bem gostosa.

Tudo começou num dia em que estava à toa em casa de folga do trabalho e um amigo me pediu ajuda para pintar seu ap que estava em reforma, como ele tinha prazo pra deixar ele pronto, pediu que eu o ajudasse a adiantar o trabalho. Meu amigo se chama Julio, é moreno, de pele branca, também queimado pelo sol, tem umas coxas que meus amores, dá até calor de lembrar, rs. Julio morava sozinho e como estava de férias resolveu fazer uma reforminha no seu ap, mas as férias estavam terminando e ele não tinha terminado a parte da pintura ainda. Aceitei o convite de Julio, já que não tinha nada pra fazer naquele dia. Estava um dia de muito calor e resolvi colocar uma saia curta, tipo aquelas de universitária, já que não apertava e me deixaria mais a vontade. Eu usava uma calcinha bem pequena, e na parte de cima uma blusinha larga, tipo bata, que cai nos ombros. Devido estar muito quente, e eu estar suando bastante, resolvi não colocar sutiã. Fui bem cedo na casa de Julio, pra podermos adiantar bem o trabalho. Chegando na casa dele, ele me recebeu na porta com uma bermuda, tipo de surfista, sem camisa, com os pés descalços. Pra mim, aquilo foi a visão do paraíso, como era gostoso aquele homem. Fui logo entrando, e perguntando o que eu deveria fazer. Quando Julio viu minhas roupas, já foi de sacanagem. – Você vai ficar com o teto, as paredes são por minha conta. Fiquei bem puta com ele, já que o teto é a pior parte, mas claro que já tinha entendido o que ele queria. Fui tirando as sandálias e perguntei onde estava a escada, o rolo e a tinta. Ele prontamente me atendeu e colocou a escada bem perto de onde ele ia começar. Safado, sabia que a minha saia era larguinha e a blusinha também, daria à ele a visão que ele queria. Dito e feito, comecei a pintar o teto e o safado ficou bem embaixo de mim, demonstrando que não estava nem aí pra pintura da parede e sim com meu corpo todo a mostra pra ele. Eu estava adorando aquela situação e a cada momento sentia minha calcinha ficar cada vez mais encharcada. Julio era muito atraente, e ver que ele estava me bolinando, me deixava com muito tesão. Comecei então a provocá-lo. Coloquei um pé no degrau acima de onde eu estava, com isso deixando minhas pernas mais abertas e minha xaninha mais aparente pra ele. Percebi que ele ficou mais ofegante com a cena, mas fingi que não tinha percebido. Em poucos minutos, eu ainda olhando para o teto, sinto uma respiração bem no meio das minhas pernas. Julio estava com a cabeça bem no meio das minhas coxas começando a passar a língua na minha xaninha, que já estava escorrendo de tão molhadinha que estava. Julio lambia por cima da calcinha mesmo, nossa, que delicia era aquilo, de tanto tesão que eu sentia, quase me desequilibrei da escada e cai. Por sorte, Julio estava embaixo e me segurou. Me pegou pela cintura e me colocou no chão que estava forrado de jornais. Veio beijando meus pés, mordiscando às vezes, subindo pelas minhas pernas, chegando até as coxas, eu já enlouquecida, queria sentir logo sua língua me chupar bem gostoso, não aguentei e puxei sua cabeça por entre minhas pernas. – Me chupa logo seu gostoso, que estou morrendo de tesão. Julio arrancou minha calcinha com os dentes deixando a mostra minha xaninha toda lisinha, e começou a me chupar, chupava com tanta vontade que eu pensei que não ia aguentar e gozar logo, mas me controlei e segurei o gozo. Ele dava lambidinhas no meu grelinho, depois chupava com gosto, enfiava a língua na minha xaninha como se estivesse me comendo com a língua, eu delirava de tanto tesão, depois de repetir algumas vezes esse movimento gostoso, me surpreendo e sinto sua língua bolinando meu cuzinho, noooossa, nessa hora não aguentei e gozei. Sentir sua língua percorrer meu cuzinho e minha xaninha, indo de um ao outro, era delirante. Gozei mais algumas vezes na sua língua gostosa, até que não aguentei e quis mamar seu caralho. Joguei Julio pro lado e já fui arrancando sua bermuda, deixando a mostra aquele pauzão enorme, duro feito pedra, sá esperando minha boquinha abocanhá-lo. Comecei passando a língua na cabeçinha, bem devagar, depois fui descendo pelo corpo do pau, nossa, que enorme ele era. Não consegui fazer isso por muito tempo, aquele pau me chamava, coloquei ele todo na boca e chupei com gosto, Julio se contorcia de tanto tesão. Quando vi que ele poderia gozar, eu parava e sá dava lambidinhas, ai ele se acalmava e eu começava de novo. Que cacete era aquele, delicioso. Mas minha xaninha pulsava por sentir aquele pau dentro de mim. Soltei o caralho de Julio e arranquei minha blusinha que nessa altura já estava ensopada de tanto suor. Como Julio ainda estava deitado no chão, eu não me contive e subi em cima dele. Primeiro fui me esfregando em seu corpo todo. Ia de cima a baixo, passando os seios por todo aquele corpo gostoso. Quando chegava práximo ao seu rosto, eu colocava meus seios pra ele chupar, que delicia era aquele homem. Fui descendo novamente e fiquei raspando minha xaninha naquele pauzão, escorregava que era uma beleza de tão molhadinha que eu estava. Fui escorregando até sentir a cabeçinha na entradinha da minha xana. Difícil era segurar pra não deixar aquele pau gostoso entrar logo. Fiquei provocando Julio colocando e tirando a cabeçinha da minha xaninha. Ele ficava louco com isso, até que não aguentou mais e me virou de quatro. Fiquei bem empinadinha pra ele, ele veio e enfiou tudo de uma vez, tamanho o tesão que sentia. Nooossa, fui ao céu e voltei várias vezes com aquele cacete dentro de mim. Ele bombava com força, deixando o pau todo dentro de mim até quase as bolas. Dava tapinhas no meu bumbum me chamando de gostosa. Eu já enlouquecida com aquele pau delicioso dentro de mim gozei de novo. Senti que Julio ia gozar também, mas não deixei, fiz ele diminuir o movimento até se acalmar um pouco. Feito isso, sinto Julio passando um dedinho no meu cuzinho e molhando na boca, foi colocando devagar pra eu não sentir dor, primeiro um dedo, depois tentou colocar 2. Passava a língua nos dedos e tentava enfiar no cuzinho. Assim ele foi alargando meu cuzinho, deixando ele pronto pra levar pica. E foi o que aconteceu, enquanto eu me contorcia de tesão com aqueles dedos, ele tira e coloca o cacete de uma vez. Curvei a coluna e soltei um gritinho de tesão, de tão gostoso que estava. Julio comia meu cuzinho com tanta vontade que pensei que ia me rasgar ao meio. Enquanto ele bombava no cuzinho eu enfiava 2 dedos na minha xaninha. Aquilo era delirante, gozei mais algumas vezes e dessa vez resolvi deixar Julio gozar. Mas não no cuzinho. Quando vi que ele estava quase gozando, eu tirei o pau dele do meu cuzinho e comecei a chupá-lo. Chupei ele todinho, bem gostoso, deixando ele gozar na minha cara. Escorria pela boca e eu lambia tudinho. Deixei o pau dele limpinho, novinho, pronto pra outra. Depois que Julio gozou, coloquei minha saia e a blusinha, dessa vez sem calcinha, e voltei a subir a escada. Dei um sorrisinho malicioso pra ele e continuei meu “serviço”. Julio ainda ficou um tempo desfalecido no chão, se recuperando, e depois voltou a pintar a parede que estava abaixo de mim. Já deu pra imaginar que a cena que ele via proporcionou mais momentos de puro tesão naquele dia. Depois desse dia, eu e Julio viramos “amantes” e sempre que podemos aprontamos algumas por ai. Em breve contarei mais alguns detalhes sobre nossas aventuras.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiLoirinha novinha chantageada conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteduas loirinhas e ruconto cutuquei pai na bundia delasambado se caucinha pra da pra pau grande e se deu maucú guloso contos reaisah e. mist traSado no chuveirocontos comi a colega da minha prima a martinha.contos eroticos tentei corrercontos eróticos incestos a bucetinha da minha filha é so minhame depilei pro carnaval contoscontos erotico liberei minha esposa para sair com outro machoconto de sexo com casada com eletricistacontos eroticos tive que dar pro homem da funerariasexo contos eriticos o amigo do meu marido me pasando bronseador  Quando tinha 22 anos, adorava comer lekes mais novos. Uma das minhas aventuras mais excitantes foi quando descobri que meu primo Tiago , que morava na mesma rua , esta liberando geral nas brinacediras de pique-escondi da rua.Até então já havia tra  nifeta cor de jambo no vidio mobiliconto erotico pastor deseja novinha de pieitos gostos e fartosContos eroticos de pai engravidou a filha peitudacontos eroticos comendo a funcionaria novata casada da lojaContos eroticos curtos com detalhes meu querido titi me fodeu aforça quando eu era uma menina virgem inocenteo carteiro me pego com roupas femininas gaycontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadaestupro patricinha contoele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadeconto gozei no cuxinho da mamae dormindo o cu latejava e apertava meu pau ahhh gostosaContos eroticos o marido gostoso da primacontos erotico uma buceta velhacontos eroticos mulhersibha do papaideixamos ela bebada e comemos gostosoconto de encesto eu engravidei minha irmãconto erotico comi o cu da minha irma em casacontos sou hetero fui sedusido dei a bunda e gosteiconto erotico carona com o sobrinhoentreguei a filha ao marido contos eroticosensetivando ser corno contoso cu da minha esposa e meu contocontos velhas com novinhosmorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciacontos eroticos arrombando a gordacontoseroticos irmoes e irmã no assaltocotos heroticos gay neguinho me comeu"contos eroticos" pai e filhas toplessmulher sobe em cima da pica do manequimXupano apiroca doirmao sentada novazo dobanherocontos eroticos gays romance primocontos porno pedreiro pica jumentocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosContos eroticoscomendo varias negona chaves metendo na paticontos er deixa que levoMulher deixado melar tudo encima da buceta peludaficou vixiada bo inxestoconto erótico chupada do nada escondida mel sugar babarpau de jegue arrombando minha filhinha contoscontos sexo minha sogra sua amigacontoseróticos comendo a família inteiracontos de sexo depilei minha bucetacontos eroticos negaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefilha apaixonada pelo pai contos eroticise bom de maismete na minha vizinha gordinhaconto erotico de sogro fudendo a noracontos eroticos entregadoro cu da morena saio sague de tanto fura porno doidoconto gay sai da urgia acabadacdzinhas como tudo começou contosgostosas de saiascurtinhas de perna pra cimaa loira e o cavalo contocontos eroticos AraguainaContos erótico pai tanto banho filhaconto dono da minha mulhercontos bato punhetacontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16incesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroacontos mulher irmao