Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

DOMINAÇÃO NO CEARÁ - DEBORA

Sou empresário, e como atuo no ramo de negácios internacionais tenho que fazer muitas viagens e ao mesmo tempo conheço muita gente, e uma viagem no Ceará conheci Débora ? Ger. Comercial de uma empresa de transporte.rnEla tem 31 anos, morena, altura 1,62, 59 kg, olhos e cabelos castanhos, e conversa vai e vem, disse a ela para me apresentar a cidade pois eu teria 2 dias lá, ela aceitou ? lágico que a minha intenção era as melhores possíveis.rnE saímos para almoçar e ainda na entrada do restaurante passou por nos uma mulher lindíssima e eu disse, nossa esta seria uma escrava ideal para mim estes dias que estou aqui, ela arregalou os olhos para mim e disse, você não é casado ??? sim sou e daí quero levar ao extremo não deixo passar a oportunidade de dominar uma linda mulher.rnDurante o almoço ela quis saber mais, eu disse apenas uma coisa, quanto tempo você tem disponível quando sai do trabalho, ela respondeu 4 horas pois meu marido viaja e a baba dorme em casa não gosto de chegar tarde em casa, podemos ir ate o hotel hoje assim eu te apresento algumas coisas, quem sabe você goste.... não deu outra.rnNa entrada do quarto já fui tirando a roupa dela e a amarrando e avisei que dali para frente ela seria minha escrava e que a usaria como quisesse, que ela não teria mais vontade prápria e deveria obedecer incondicionalmente, assustada e com lagrimas nos olhos ? ficou desesperada ao ouvir aquilo e logo dei um tapa, prendi as suas mãos para trás os pés também um ao outro, depois amordacei pequei o chicote e fui passando nas costas e quadril (largo por sinal) comecei a bater nas costas e na bunda, foram 20 chicotadas, peguei dois pregadores e coloquei nos seios, e fui apertando com a mãos (deixando os biquinhos vermelhos e dava leves mordidas na ponta) até ela fazer chorar, dizendo que toda vez que ela fizesse algo que eu não gostasse seria castigada.rnEla estava atordoada e nem acreditava no que estava sentindo em seguida, eu a coloquei de joelhos, ainda com os seios presos e amarrei as mãos aos pés, de modo que ela ficava inclinada para trás e daquele jeito eu comecei a apertar o grelo dela coloquei um prendedor e dava leve tapinhas na xota, ela começou a ficar molhada durante a chicotada e apás esta tortura já estava gozando, a soltei e mandei ela ficar de 4, coloquei uma coleira e disse que ela ia ser mesmo era cadela, puxei ela pela guia e a coloquei no chão isto a excitava, esta com vontade cadela, agora vou usar voce e vai voltar para casa ? como eu quiser!!!rnColoquei de volta na cama agora amarrada em X deixando ela totalmente aberta, comecei a deslizar as minhas mãos pelo seu corpo, apertando os seios, sexo, e penetrando com os dedos em poucos minutos a fiz gozar nos meus dedos - e disse: gozou, né putinha!!! agora é minha vez de gozar.rnColoquei o cacete na entrada da xota dela de uma so vez entrou inteiro eu tia a resistência por ela ser apertada mas assim sim ela gemia alto, eu socava com vigor, mordia os seios, dava tapas na cara, xingava de putinha, devassa, ordinária e foi nessa loucura toda que ela ia se entregando com vontade e gozando novamente.rnEu não havia gozado ainda ? tirei o cacete de dentro dela e a desamarrei e a coloquei de 4 na beirada da cama, primeiro soquei sem piedade na xota chamando ela de cadelinha, voce tem uma rabo lindo, e batendo com força na bunda dela puxando os cabelos tirei da xota e fui penetrar aquele rabo delicioso ela implorava para não fazer isto, que nunca tinha tido sexo anal antes, mas eu não tive piedade, coloquei a cabeça na entra, segurando ela forte pelos cabelos com uma mão e a outra segurança o quadril ? a cabeça entrou ela começou a chorar, gritar, e cada vez que gritava, eu estocava mais forte, ordenei que ela se masturbasse (batesse uma siririca) como ela não fiz de pronto, eu dei dois tapas ardidos na bunda dela, AQUI PATRICIA NÃO MANDA, SO PODE OBEDECER !!!!rnA xota dela estava melecada e ela começou a se masturbar, com o cacete instalado no cuzinho que já não apresentava mais resistência e ela em uma siririca frenética logo estava gozando novamente, foi uma loucura!! eu enrabando forte, dando chicotadas nas costas, na bunda vez por outra, mas na hora do gozo, eu puxei a coleira quase a deixando sem fôlego, ela gozou feito uma puta, uma cadela no cio.rnEla jamais tinha experimentado algo parecido ? apenas tinha a fantasia de um sexo selvagem, amas ser dominada foi a sua grande transformação em CADELA.rnTirei as amarras e todos os acessários e a mandei colocar a roupa do jeito que estava cheia de porra no cu, e a xota inchada e super vermelha, marcas leve nas costa das chicotadas, ela apenas olhou e não disse nenhuma palavra, apenas obedeceu.rnNa saída do quatro a abracei e disse no ouvido dela: voce é minha de hoje em diante, voce é minha putinha, cadela, vou deixar voce viciada no meu cacete sua putinha, voce vai implorar para eu te fuder, quando for para SP vou USAR VOCE COMO NUNCA FOI USADA !!!!rnDurante a nossa relação eu fotografei ela de todas as formas possíveis e imagináveis e mostrei ela toda nua, com o rabinho todo esporrado, a xota larga toda vermelha, e mais, eu brincando no cuzinho dela enrabando.rnDepois disso, todos os dias, quando eu ligo e pergunto como ela estava ? a unuca resposta PISCANDO MUITO. Meu senhor a minha xota já começa a piscar de excitação e não vejo a hora de senti-lo me rasgando toda.rnrnAMO MANDA A ESPOSA PARA CASA USADA ? ASSIM O MARIDO QUEM SABE VALORIZA A MULHER QUE TEM EM CASA E DE A ELA TUDO O QUE ELA REALMENTE MERECE !!!rnrnEntre em contato: [email protected] rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vanessa traindo em casa com cunhado do corno spc.erotico filho gay mae putao tio ceduzino adolecente metendo odedo priguitinhaencoxando a minha tia contoxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhoconto gay despedida de solteiro com o meu primocontos porno de choroContos eroticos A reforma Viciada em sexomulher gritando pulando no pau grande pedindo maiscontos ela me punhetoume realizando com travesticdzinha enrabada pir coroas contosrelatos eroticos dando caronacontos tia vai foder gostoso isso delicia vai issoconto eróticos c afilhadamoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosPau na xana da prima conto eroticocontos eróticos mamãe deu o cu eu vizoofilia cachorro engatado no Rio de Janeiro cariocacontos eu com namorado eo primo dele com a namorada conto banho com tia timidacontos eroticos arrombando a gordaesposa e amante volarao a filha drama pornocontos eroticos estupro masoquismo submissãocontos eu com anos comi minha tiaContos eróticos de lésbicas gemeas sarrando a bundaminha buceta gosa de esguinxando contos eroticoseu e minha mae somos viciadas em esperma caninaContos de cedezinhas sendi iniciadarelatos eroticos de casais trocando e os homens se alisandocontos eroticos entregadorcontos perdi minha virgindade com 25 anoscontos erotico irmao cafetao da irmaFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalconto erotico a pequenininhaf****** e chupando pela primeira vez seu namorado na estrada desertaContos Eróticos Contados Por Veracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de sexo com rabuda asquerosoMora fodir gostoso o sogrocontos eróticos de estupro concedido de estudantesna hora do horgazmo gozandoContos homem casado se veste de munher e da cuchupada por mendingo e seu cachorromae mijando tesao contosconto gay depilando o camaradameu padrasto meu donoconto zoo velha carentedois viadinhos e uma mulher contos eroticosContos erotico marido bracinho corno de negaoConto de neto dopa avo e come a buceta delamulher. safada. botado o leite do peito para foraqero arrancar o cabacinho da minha enteadapone encaxa tudo na morenaconto erotico meu professor de 60 anos me levou pro motelcamiseta sem calcinha. contos de casada.contos eroticos arrombando a gordacontos eróticos novinha funkdelicia conto heteroContos grupal com tio e primoscontos sou o macho da minha sobrinhaContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos eróticos bebadaconto a ninfeta sendo enrabada pelo o tioincerto mae com punheta contominha novinha tarada contoconto erotico travesti desobediente castigada pelo donomeu vizinho fica me olhando de shortContos erotecos de estrupo dentro do baile funkContos erótics so de gang bang e so com homems pauzudoscontos comiminha primameu sobrinho pau contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteesfreguei a minha pila na bunda da minha tiacontos eroticoc de senhoras casada se vingando dando o cu pra negoesirmar brasileira goza tremi pau irmazinhogostosas de caixote apertadinhaContos tomando porravideos porno meu professor taradao me de uma caronaboduda na acadminha fode com o aluno