Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

DEI NA SAUNA DA PISCINA

Foram muitas as minhas transas com homens nesses meus trinta e cinco anos de vida. Algumas foram maravilhosas, outras nem tanto. Essa é uma das maravilhosas e aconteceu quando eu tinha 19 anos.



Sete horas da manhã, sozinho na piscina do prédio, deitado na espriguiçadeira, de olhos fechados, tomei um susto ao ouvir uma voz que me desejava um bom dia. Era o Gérson, um coroa de quarenta e poucos anos, morador do prédio, em pé na minha frente, vestido com uma sunga branca apertada que realçava suas pernas grossas. Assim que vi o volume dentro de sua sunga uma sensação estranha se apoderou de mim, um tesão incontrolável que fez meu pau imediatamente começar a crescer e me impedia de desviar os olhos de seu membro encoberto. Não teve como ele não notar a minha indiscrição e com um sorriso sacana me convidou para irmos à sauna, que ficava ao lado da piscina. Entramos juntos na sauna, ele ascendeu a luz, mexeu em alguns controles e para minha surpresa tirou a sunga, virando-se para mim e deixando à mostra uma das mais maravilhosas pirocas que eu já tinha visto. Dezoneve centímetros grossa, lisa, cabeça roxa, dura como uma rocha, praticamente colada à sua barriga, fiquei completamente sem ar, mudo, estático, totalmente alucinado por aquele membro avantajado, porém com medo de tomar a iniciativa. Nem precisei. Ele olhou nos meus olhos e disse: “Eu sei que você quer, estou com muito tesão e quero que você me chupe”. Eu tentei argumentar que aquele não era o lugar ideal, que nás poderiamos ser pegos, mas não teve jeito, o tesão falou mais alto, e antes que eu pudesse raciocinar eu ja estava ajoelhado segurando aquele maravilhoso caralho com a minha mão. Sem pressa, acariciei aquela tora por uma ou dois minutos, pedi para ele deitar no banco de madeira, aproximei minha boca e começei a lamber e beijar o seu saco vermelho que me havia tanto chamado a atenção alguns instantes antes. Fui subindo com a boca devagar pelo seu membro, beijando, lambendo, chupando, dando pequenas mordidas, enquanto ouvia meu macho gemer e dizer: “Isso, meu viadinho, chupa o titio, chupa ele todo, não tira sua boquinha dele...” Aquilo foi me deixando doido e logo eu estava com a cabeça daquela piroca alucinante toda dentro da minha boca. O tesão era indescritível, eu sá pensava naquele caralho, o medo de ser pego em flagrante não me preocupava mais, sá existia eu e aquela fonte de prazer, aquele cheiro de macho que me deixava doido. Foram cinco maravilhosos minutos de felação até eu ouvir o que eu queria ouvir: “Tira sua sunga que o titio vai te dar um presentinho que você jamais vai esquecer”. Tirei. Fiquei de quatro no banco. Ele se levantou e eu falei: “Vêm meu macho, me fode gostoso, quero sentir essa sua piroca toda dentro de mim.” Não sei de onde ele tirou a camisinha lubrificada, talvez o nosso encontro não tenha sido casual e ele tenha planejado tudo, mas o fato e que ele vestiu o menino e com muito jeito foi devagarinho entroduzindo o seu grosso membro no meu buraquinho. Ele avançava um tanto, recuava um pouco, avançava de novo e em menos de cinco minutos eu me senti completamente prenchido pelos 19cm do meu macho atrevido. A sensação era maravilhosa, a dor inicial foi substituída por um tesão imensurável que me fazia gemer de prazer. Eu falava: “Meu Deus como você fode gostoso, me arromba meu garanhão, meu macho tesudo, que piroca maravilhosa você têm, enfia tudo.” E ele: “Rebola meu viadinho, rebola que titio vai te fuder até você não aguentar mais.” Foram apenas dez minutos de foda. Mas pareceram horas, tamanho era o prazer que seu vai-vem me proporcionava. Derepente ele tira seu mastro do meu cuzinho, tira a camisinha e diz: “Vêm cá meu putinho, vêm cá provar meu leitinho.” Eu não me fiz de rogado, me ajoelhei de frente a seu pau e coloquei minha boca em posição para receber sua porra quente enquanto ele se masturbava. Foram jatos e jatos de gala que lambuzaram minha boca e meu rosto. O que eu pude engolir eu enguli enquanto ele gemia e dizia: “Engole minha porra toda sua bichinha, engole que eu sei que você gosta.” Eu estava no paraíso, o sabor de esperma é um dos sabores mais deliciosos do mundo e um que eu adoro. Seca a torneirinha meu macho se vestiu e saiu sem sequer se despedir. Eu não me importei, à partir de agora eu era seu cachorrinho. Ele podia me maltratar, me xingar, me bater, me humilhar, fazer de mim o que quizesse, pois bastava me chamar que eu voltaria correndo para ele e sua pica maravilhosa. Tive tempo ainda de bater uma punhetinha, me limpar e sair, com uma sensação de felicidade estampada no rosto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos botei a rola na enteada e soquei sem doenrabada pelo chefe contoscontos casadas descrevendo o corpo com seios e bundas grandesescanxa na picacomeu cu da coroade 30anossEnquanto a obesa dormia bebada contorelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssComtos mae e filha fodidas pelo empregado do maridocontos eroticos arrombando a gordacontos meu marido falou que tenho um bucetaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridocontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maeconto erotico surpresa na siricacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosContos eroticos esposa bebadaComtos mae e filha fodidas por um desconhecido contos minha esposa virgem na bundinhasocar pasta de dente na vagina aperta.contos amigo dorme em casa esposacomendo a enteada contosencochou na madrasta estava dormindo juntos ate comerconto erotico trasnformei minha mulher minha escrava sexoalcontos heroticos peitõescomtos eroticos humilhada e currada por molequesconto sapequei coroa crentetitio me estuprou. tinha 7 aninhos incesto. analcontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhoContoseroticos minha enteada novinha sendo estuprada por dois roludospelada em casa - contos eroticoseu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodlecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos paulo e bruna parte 2Contos eróticos minha mulher apanhandovelho com novinhos conto eroticosmulher transando com dog contoscontos eroticos de novinhos madrinhascontos o cheiro da rola do papaicom as bolas cheia de porra pra minha mulher contos eroticosO que e aclauzacontos bucetinhas depiladinhas no espelho eu e minha amigano colo conto gaycontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludadois viadinhos e uma mulher contos eroticosNovinha apavorada com anaconda gigantehega gotosacantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhoscontos eroticos pique esconde com tiagravidas fudendo com picudos/contos e fotostravesti de vestido e botinha querendo pica na bundinhao ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anosmullet fudemdo pau gramdecontos eróticos da sobrinha toma leitinho na cama do tioa calcinha toda travada no rabohomen preto com olhos castanhos peladinhosmulher toda gostosa se esfregando em salao de forrovideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladabaixa vidio mulher esfrega buceta na boca homem e solta porra na barriga delecontos gay padrasto cuidou de mimpapai viajou eu assumi a casa,contos eróticoscontos eroticos travesti sem camisinhadoeu meu cu entreu a maocontos eróticos dando a buceta a outro na frente do maridoContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexocontos eroticos carnaval sai de cuzao e shortinhoContos eroticos quero ver essas tetascontos eroticos carro lotadoDominando ela contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de mae com consolo comendo cu da filinha bem novinha contos eroticosdei a Bundinha gostosa Contoscontos adolecente traindoesposa raspada contoscomendo a tia que esta olhando pela janela