Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

MINHA IRMÃ DOPADA



Minha irmã dopada



Tenho uma irmã de 27 anos, corpo bem definido, branquinha e com uns peitões que deixariam qualquer um de água na boca, sá usa shortinhos bem pequenininhos e bem colados, da para ver o formato da xota dela, um verdadeiro cpu de fusca.

Desde de que ela começou a ficar mocinha (11 anos ) eu ficava admirando o seu corpo, vigiava pelo buraco da fechadura quando ela saia do banheiro, fui o primeiro a ver os peitinhos nascendo e também os cabelinhos da xoxotinha, ela nunca desconfiou e fiquei nessa observação durante muito tempo, e vendo as transformações maravilhosas que o tempo fazia.

O tempo foi passando e ela ficando cada vez mais gostosa e descuidada com as roupas que usa ( moro com ela, minha mãe e meu pai), geralmente quando tomava banho a noite apás vir da escola ela colocava um short bem folgado para dormir, sentava geralmente de qualquer jeito e eu podia ver a buceta quase toda de fora, linda, toda raspadinha, ela nunca gostou de usar pelos. Eu ficava com o pau quase estourando dentro da cueca e quando ia deitar batia várias punhetas pensando naquela buceta toda raspada e com o grelo bem saltado para fora.

Eu já estava cansado de ficar apenas observando aquela delicia sem poder fazer nada, resolvi que estava na hora de sentir o cheiro e o gosto daquela bucetona.

Minha oportunidade tão esperada chegou num dia em que o meus pais foram para a casa de uma tia que mora no interior e sá chegariam no outro dia, fiquei em casa e por volta de 19 e meia minha irmã chegou, estava transtornada e chorava muito, tentei conversar com ela mais ela não quis papo, foi para o banheiro tomou um banho bem demorado e voltou enrolada na toalha, sentou no sofá do jeito que estava e eu pude me maravilhar com a visão da sua buceta arreganhada, pelo modo que ela sentou.

Puxei conversa e ela começou a contar que tinha pego o namorado transando no apartamento dele com a melhor amiga dela, dito isso começou a chorar e ficar descontrolada, perguntei se ela queria um copo de água com açúcar e Lea me pediu para pegar um calmante que estava no quarto dela, peguei e entreguei os comprimidos, ela tomou três de vez, perguntei se não iria fazer mal e ela disse que era a única maneira de conseguir dormir.

Ficamamos mais ou menos meia hora conversando e percebi que ela estava ficando com sono, pensei comigo : hoje eu vou poder realizar meu sonho, esperei mais um tempo e percebi que ela estava dormindo, cheguei bem pertinho e com bastante cuidado ajeitei ela no sofá de maneira que ficasse de barriga para cima e com possibilidades de eu abrir bem as sua pernas, ela não fez nenhum movimento e nesse momento o meu pau quase furava a cueca de tão duro, com muito cuidado comecei a desenrolar atoalha e quase tive um treco, vi bem de perto aqueles peitoes bem duros e com os bicos grandes e bem rosados, me aproximei e comecei a mamar naquelas tetas maravilhosas, ela nem se mexia.

Mamava um de cada vez e mordiscava bem de levinho os biquinhos, fui descendo beijando a sua barriga e finalmente cheguei naquela delicia, pela qual tantas vezes tinha batido punhetas, senti o cheiro maravilhoso daquela flor sem nenhum pelinho, o cheiro mais maravilhoso que senti até hoje, já nem me incomodava se ela poderia acordar, ajeitei-a bem no sofá e abri o máximo que pude as suas perna, uma visão maravilhosa, que buceta grande, que grelão, comecei a chupar o grelo com carinho e depois já estava quase mordendo tal era o tesão, continuei chupando e sentido o gosta do mel que sai daquela gruta de prazer, comei a enfiar um dedo, dois, sem parar de mamar no grelo, ela apenas ressonava, efeito dos calmantes, toquei uma siririca maravilhosa e lambia os dedos sentindo o meu da sua buceta, comecei a passar alingua no seu cuzinho bem custuradinho e marronzinho, ela apenas ressonava, lubrifiquei bem e comecei a enfia um dedo e depois dois enquanto enfiava e tirava com facilidade os dedos do seu cu( minha irmã tem uma vida sexual bem intensa) mamava no grelo.

Coloquei o meu pau para fora da cueca e comecei a esfregar na sua cara e na boca, lambuzei a cara dela com a lubrificação da vara, não estava mais aguentando e resolvi comer a xoxota, fui enfiando devagarinho e ela começou a se mexer, dei um tempo com a vara toda atolada, ela ficou quieta e comecei a bombar forte dentro daquela gruta maravilhosa, apesar da vida sexual intensa, era bem apertadinha, gozei bem fundo naquela delicia e tirei o pau todo melado, vireia minha irmã no sofá coloquei umas almofadas por baixo dela de maneira que ela ficasse de quatro, que visão maravilhosa, a beceta ainda toda arreganhada e o cuzinho bem pequenininho, enfiei a língua para lubrificar enfiei dois dedos e comecei um vai e vem para alargar o buraquinho, tirei os dedos e observei que já estava bem alargado, dei mais uma lubrificada com a saliva e fui enfiando bem devagarinho, ela se mexeu e aguardei um pouco com metade da vara enterrada no seu cu, tudo calmo enterrei tudo e bombei devagar e fui aumentando a as estocas, creio que fiquei uns 19 minuto comendo aquele buraco,não aguentando mais aumentei a velocidade e gozei bem fundo dentro, deixei amolecer o pau dentro dela, quando tirei a porra começou a escorre, limpei tudo direitinho dei mais uma dedada e uma chupada na bucetona dela, ajeitei ela no sofá, enrolei a toalha acomodei-a com uma almofada, coloquei um lençol e fui para o meu quarto, e dormi feliz da vida, no outro dia ela acordou por volta do meio dia, conversamos um pouco, ela foi pra a praia e senti que não tinha percebido nada.



Essa foi uma histária real, espero que tenham gostado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de insesto fatos.comreaiscunhadinha dando o cu apoiando na mesacontos heroticos meu amigo hetero dormi e eu aproveito quando ele ver mim bate e depois mim comeucontos eroticos com subrinhasContos namorada e o pirocudonovinhos fodeno apremira veizContos eróticos por acasoex cunhada safada casada com presidiárioconto commeusirmãoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente"ele agachou o shorts e puxou minah cabeça esfregando na rola e bermuda mau abaixada"contos bundão arrebitadocontos eroticos de choronascontos verídicas de sexo em montes claroscontos eroticos sou bbw e meu sobrinho me comeua primeira f*** com travesticontos eroticos Camping da Bia com meu irmaoContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadocontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de mulher com travesticonto porno mulher adora novinholer contos pornô de i****** pistola gostosa do meu filhominha sobrinha no motel no meu pau conto eroticocontos eroticos gay ele bem novinho ja usava calcinha e dormia de camisolatransformação contos eroticosna viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contocontos eroticos espertinhacontos eroticos entre irmaos machosvoyeur de esposa conto erotico  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  contos gays seu tiaoconto d patricinha c o borrscheiroWwwcasa dos contos meu marido e rasistacontos comi a sobrinha novinha da minha mulhercontos comendo a bucetinha da titiaconvencimeu marido a ser cornoVizinha magrinha de cabelos preto fada do sexoconto marido gangbangconto amiga cabacinho da minha irmacontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudocontos de relatos de nora que transou com sogroprima safadinha querendo me dar escondido da minha tiacomendo e sendo comido por hipermegadotadocontos minha namorada me fez corno com vizinho marrentoah e. mist traSado no chuveirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedona florinda putamuleque batendo punheta contoscontos eroticos trai meu corninho chupando o irmao delecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornotirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandeComi minha priminha contos eroticosporno guardete teresina na rolacontos do jegue arregaçando o cu sem querercontos meu padrasto so queria as pregascontos eroticos estrupadasMI MEU PRIMINHO  sexo com as amigas e as filhas contosjumento comeu contoshttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto-categoria_2_114_gays.html&ei=e8yqT8MC&lc=pt-BR&s=1&m=564&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Contos+Fudendo+um+hetero+com+o+cu+sujo&ts=1485672497&sig=AF9Nedkia2TWDM2T0ozn41vBE5bkl1pQLAcontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhoconto gay sendo estuprado com muita violência e tem muito sangueconto erotico gay no nordesteconto erotico gay no nordesteporno mulhres usano chortes CavadãoContos e roticos com gemeos i denticosconto erotico com camionistaempinoi o cu e levou rrolasContos e vidios eroticos marido tenta convese mulher a fazelo de cornoComo eu copo CEDome ponocontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposacontos eroticos gays romance primogatas angelicais a procura de um agarrao 4ver homes peludos nijadoscontos meu meu filho bruto me deichou ardidaContos eróticos gay comi o pai do meu amigoContos a calcinha da garotinhacontos dp betinha vendo irma fodendocontos eroticos depois de muito tempo dei pro sobrinhocomto gay mecamico perfeitoempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemconto erotico filho fraga mae buceta peluda metendoAquela seria uma luta inédita e muito estava em jogo para Marilia. Há 3 meses ela havia descoberto que eu tinha uma ...