Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

CENOURAS. SUSANA.

Hoje venho aqui contar uma das minhas experiências de há uns anos atrás. Venho contar como era a minha vida nos bons tempos em que não havia responsabilidades. Sou Mafalda, hoje com idade de gente, 1,60m, peitos 36B, 48kg bem distribuídos. Morena e de cabelos em cascata de caracáis e olhos da cor do chocolate.

Nos meus tempos de estudante de liceu, trocava muitas ideias com as minhas colegas, inclusive, chegávamos a juntar-nos e ter ali umas boas experiências a grupinhos de 3 ou 4 gajas (não vale a pena chamarem fufa!!! E aviso que mais para a frente chegaram a entrar alguns gajos...). Era tão bom... Ainda me lembro duma colega, aí no 8ª ou 9ª ano, a Susana, que era mais avantajada que nás... Ai que toque! Adorava as mãos dela... Mas chegava a casa e queria mais... E mais... E lá tive de inventar. As mãos já enjoavam e queria era pau! Até que comecei a experimentar legumes tipo cenouras e pepinos... (a banana também funciona mas às tantas derrete =S) E até iam pelas traseiras, oh se não iam! Eu devia ter aí 19 anos... A Su era um bocado mais velha, alguns meses.

Era um dia de férias de verão que fui para casa dela... Deu-nos para brincar com bonecas, ela disse que ia buscar qualquer coisa para comer-mos. Eu estava de cu para o ar (com mini-saia...) e de repente sinto qualquer coisa a tocar-me pelos sítios debaixo... Reparei que era ela com a cabeça de uma boneca. às tantas já eu também metia cabeças de bonecas nela e meu deus... Foi áptimo! Éramos grandes javardas... Ela entornou-me sumo de laranja por cima, já ia com a língua... Parámos e ela foi à cozinha buscar cenouras... Eu também a lambia, era áptimo! E não venham cá com histárias que isto é fufice porque não é! Fomos para o quintal (estava calor... E como o quintal era nas traseiras ninguém nos via) e ela enfiou-me a mangueira no cu ai que booom! a água corria eu puxava-lhe os cabelos e enfiava a lígua na cona dela... Sabia bem... Sabia a maçã... Tivemos de trocar de lugar, ela tentava meter a mão no meu cu. às tantas, tanto forçou que conseguiu... O meu cu doía, mas o prazer compensava! Enfiou-me a mangueira na cona, com um jacto de água forte, e meteu-me uma cenoura no cu (não sem antes me enxer o cu por fora e por dentro de creme de por no cu dos putos, fique entendido que ela tinha uma irmã pequena). Era tão booom! Depois passou a pepinos... Foi no cu e na cona... Aquela gaja alargou-me...

Mas eu também a alarguei! Tinha mãos de anjo ela... E dava-me palmadas... cuspia-me na cona... Depois Eu disse que estava aflita para ir à casa de banho... Esta parte deu-me algum nojo, Mas... Ela disse-me para não sair dali. Disse-me para lhe mijar em cima. Eu fiz-lhe a vontade. Ainda me limpou o buraquinho... Hmm... Não tardou quis mijar-me para o cu e para cona, eu lá deixei, tinha de retribuir não é??? Era quente aquele mijo... ainda me mijou um bocado na boca, mas digo-vos que o sabor nem era desagradável de todo. Apeteceu-nos cagar, juntámos os cus e cagámos no canteiro. Depois foi enfiar mangueira... Ai que fresca aquela água... Fomos colher uns pêssegos... Ela meteu-me 2 pela cona acima e um no cu... Eu fui um bocado egoísta e pus-lhe apenas 1 na cona... Mas era grande, não houve espiga. Foi-me com os dentes à cona e arrancou um bocado do pêssego ai que booom! Fomos para o quarto dela, e cheguei a descobrir que ela tinha o seu práprio arsenal de brinquedos... Tinha 1 vibrador, umas fantasias, umas coisitas desse género. Não sei onde as arranjou... Vestiu-me uma mini mini-saia cor-de-rosa, e maquilhou-me de uma maneira estranha. Prendeu-me virada para a parede com umas cordas... Fiquei com as mãos presas às grades da cama dela... Eu fiquei com um bocado de medo dela...

Ela vestiu um corpete azul e pôs umas luvas de látex besuntadas em creme. Disse-me que se falasse me batia... Deu-me um prazer... Começou a lamber-me o cu e, com os dentes, foi comendo o pêssego. Eu gritei de prazer, logo ela não se demorou a dar-me com uma raquete na cona. Eu queria gritar... Mas sá conseguia gemer... meteu uma mão no cu e tirou o caroço de pêssego. Lá dentro, enfiou o vibrador. Ai meu deus eu pensei que naquele dia ia explodir de tanto prazer... Punha e tirava o vibrador... Punha tirava... Tirou e ficou ali a chupar o olho do cu... e cuspia... Pegou num spray de chantilly e enfiou lá dentro... despejou boa parte daquilo lá dentro... e meteu a língua... Ela não me deixava fazer nada... Lá parou ali... E meteu um pepino dos grossos... Ai mãe que eu via que morria... Muito gostava ela do meu cu. E passou à cona. Tirou os pêssegos com as mãos, comeu-os e pegou em presunto. Molhava-o com o meu mel e comia... depois, meteu a mão... Punha e tirava... E meteu outro pepino... e passou a lamber-me as mamas... E dava-me grandes línguados... Chegou a uma altura que me soltou e disse que era a minha vez. Eu lambi-a toda. Eu já estava quase sem forças. Tirei os pepinos de dentro de mim. Comi o pêssego dela. Apertei-lhe o clítoris... Ela gemia, mas eu não me fui de modas e dei-lhe com a raquete. Vi que ela queria era o cu ocupado e botei-lhe com o pepino dentro. O cu dela latejava... Eu lambia por trás... Ela disse que não conseguia ficar ali parada, eu compreendi e soltei-a. Pegou num acessário que eu nunca tinha visto antes, uma espécie de pénis grosso, mas com duas cabeças. Sentou-se na cama e mandou-me deitar de barriga para baixo no colo dela. Empinei o cu e ela meteu uma das cabeças no cu e a outra na cona. Punha e tirava aquilo era booom! Por esta altura eu já devia ter tido 4 ou 5 orgasmos... Sem exagero! Tirou do cu, mandou-me sentar, meteu uma das cabeças na cona dela e ficámos ali as duas em vai vem... Estoirámos as duas, a família dela devias estar quase a chegar, o irmão vinha da escola daí a pouco tempo e fomos as duas tomar duche. Ela esfregava-me a cona sem se cansar...

Acabei por dormir em casa dela (com autorização dos meus pais). à noite, aconteceu o que posso chamar de o meu primeiro bacanal a sério... Estava lá o irmão mais velho da Susana, o Bruno, que tinha 19 anos... Era lindo! Todo bom... E tinha ali uma ferramenta... Foi 1 dia inesquecível... Ainda lá voltei, eu e a Susana tínhamos cada loucura... Espero que tenham gostado. E pensem o que quiserem, mas, isto é tudo verdade. Eu tinha lá por volta dos 19 anos. Já não sei o que é feito da Susana, com grande pena minha... A família dela foi viver para o estrangeiro e, hoje, aos 23 anos, gostava de a ter aqui comigo... Continuarmos com as nossas experiências... Bem... Beijo No cu para todos.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos esposa disfarçadocache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html a filha da minha empregada vive me provocando contosmenininha e novinha sendo e******** contos eróticostia gosta de ver pau enorme de sobrinanos 90ho classico contos eroticos eu e meu padrastomulheres que esquesero de vesti a causinha mostrano abusetacorno agradando os outros com a esposa contomeu cachorro taradomovinha petenho avigidadefui encoxada a forçacontos eroticos de primos q ficaram com primascontos eroticos de pai e filhaconto esposa viu amigo nucontos eróticos dando a buceta a outro na frente do maridocontos eróticos gays metroconto dei minha xoxotinha para o meu padrasto quando tinha oito anos doeu mais foi gostosomaesqUefaZemsexoconto erotico fasilitando meu chifrecontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cu festa junina conto eróticoconto erotico incesto sonifero filha"contos eroticos" pai e filhas toplesssexo contos eroticos como tio poulao comeu aninhaEusouhetero e chupou o pau do meu cunhadocontos eroticos arrombando a gordaconto veridico gozada dentro xoxota recifevidio porno u homen gozano na buseta po sema dacasinhacontos sado lesbico de incestocontos perdendo a virgindade dormindoConto eu peguei meu genro me brechando no banhoContos o doido metev na mendiga na ruaamigos sexo troca troca contosConto de putinha objeto de prazer para todos os machos contos de incesto amiga da minha tiacontos eroticos gay vigilantessexo contos eriticos o amigo do meu marido me pasando bronseadorcontos eroticos brincadeira nudista em familiacontos gozei depilando o penissurpreendeu a esposa com consolo contoseu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticoscontos eróticos de pequenininhos dando para grandõessentei no colo contosprimeira vez que trai meu marido fiquei toda arrombadavideos de porno sogro cardando a moracontos chupando o pau do tio da creccontos eróticos o tio com minha namoradasou casada loba contoscontos cunhada com dorhistoria quadrinho eroticos de sexo na chuva biconto errotico apostando a esposaconto mingau. de porracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenem peitinho teen grita na pau do vomeu cachorro taradoe o marido viajando no meu tio meu tio meditando contos eróticos transei com elehumilhada e fodida contocontos eróticos de lesbicas na piscinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteCONTOS ERoticos cozinhafomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoPorno tesao na zoofilia relatoscontos batendo punheta no garotinhoolha... o pau dele é muito maior, mais viril... chupa o caralho dele na minha boca,Fodido na construçãocontos eroticos comi a minha babá fio detraltransei com minha filha conto eróticoporno chupei o peito e bucheta da minha cunhada ate ela cederContodeputaChantageando comi ela contosconto erotico comendo uma no novinha a força e fazendo ela desmaiameu cachorro tarado