Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

ARREGAÇADO PELO LABRADOR

Desde que passei a frequentar os sites de zoofilia, e ver aquelas cenas de mulheres fazendo sexo com cavalos, poneis e cachorros, comecei a sentir um estranho desejo por animais. Sempre que vejo na rua uma cadela no cio rodeada por um monte de cachorros querendo fude-la, disfarçadamente vou atraz para ver os cães se degladiando para ver qual deles engata. Quando ocorre a cupula e o engate eu me seguro para não gozar nas calças tamanha é a tesão que sinto.Esse desejo por cachorros vinha se tornando uma obsessão e eu estava disposto a experimentar assim que surgisse uma oportunidade. e surgiu quando eu e minha esposa fomos convidados por um colega para passar um fim de semana no sitio de seu Pai. No sitio tinha uma casa grande, com pomar na frente e uma plantação de eucalípitos um pouco afastada da casa que havia sido cortada e brotado fazendo grandes moitas. No quintal, galinhas, ganços, patos,porcos e para minha surpresa, dois cachorros, um pastor e um labrador, ambos lindos e muito amigáveis. No dia seguinte, pela manhã, meu colega e seu pai foram para a cidade comprar a carne e o carvão para o churrasco, prometendo que em duas horas estariam de volta. eu não fui alegando que ficaria para preparar a churrasqueira, embora minha intenção fosse outra. As mulheres foram para a cosinha preparar o almoço e eu sai para dar uma volta pelos arredores do sitio. Antes de sair fui ao quarto e apanhei um tubo de creme para as mãos que sempre carrego e sai para o quintal chamando os cachorros que vieram comingo abanando o rabo felizes. Em poucos minutos, já no meio das moitas do calipal, chamei os cachorros e comecei a acaricia-los começando pela cabeça, barriga até alcançar seus pintos. O pastor rosnou mostrando que não gostou de ser tocado, o labrador porem quando o punhetei ficou alucinado, pulava e agarrava minha perna fazendo os movimentos de cúpula.Meu coração disparou, parecia que ia sair pela boca, meu pau enrrigeceu, eu tremia como vara verde ao sentir que finalmente faria o que tanto desejava, ser enrrabado por um cachorro, era agora ou nunca. Procurei um lugar entre as moitas onde não poderia ser visto, abaixei a bermuda e mostrei ao labrador meu cacete latejante e todo melado. O labrador lambeu toda a extensão do meu pau até as bolas.Não satisfeito, virei de costas para ele e ofereci meu cuzinho que ele mordiscou e lambeu freneticamente tentando enfiar a lingua lá dentro.Não resistí, virei-me novamente de frente e ofereci meu cacete, bastou algumas lambidas e eu dei a maior gozada na cara dele enchendo seu fucinho de porra, que ele lambeu com satisfação e depois lambeu toda a minha mão e meu pau, deixando tudo limpinho.Vi-me na obrigação de premiar aquele macho e me abaixei iniciando uma punhetinha para o mesmo. ele agarrou-se as minhas pernas fazendo os movimentos de cúpula, vi que éra chagada a hora de realizar meu desejo. Abaixei a bermuda, peguei o creme e lubrifiquei bem a entrada do meu cusinho até então virgem, enfiei um dedo, depois dois para lacear e coloquei-me de quatro. O labrador como louco subiu nas minhas costas e começou a cutucar minha bunda procurando um lugar para enfiar aquele pau quente e grosso. Eu estava em ponto de bala, meu pau latejava, meu cú piscava querendo ser invadido. Me ajeitei o melhor possivel para receber aquela vara, empinei meu trazeiro e logo senti a ponta do seu pau duro na entrada. Na hora que ele percebeu que achou o buraco, com as patas dianteira apertou minha virilha e com uma força descomunal me puchou de encontro a ele enterrando sem dá boa parte daquela pica no meu cú, rompendo as primeira pregas, mesmo lubrificado pelo creme ardeu como fogo Eu tremia de prazer e de dor ao mesmo tempo, porem aceitava como uma cadela aquela penetração. De repente senti que estava sendo rasgado,a dor éra quase insuportável mas me mantive submisso e me preparei para o pior. Com mais algumas vigorosas estocadas, senti que algo enorme havia entrado e se alojado em minhas entranhas.Meu macho não parava, parecia insaciável, quanto mais ele bombava mais aquele cacete aumentava dentro de mim. Eu fazia de tudo para não gritar de dor. De repente ele parou de cutucar, meu cú estava em brasa e ardeu ainda mais quando ele despejou o primeiro jato de porra. eu relaxei para receber aquele líquido quente e delicioso, senti que a dor começava a diminuir na medida que ele injetava mais porra no meu intestino, éra como se fosse um anestésico, não resisti, comecei a tremer e gozei abundantemente. Depois de varias esporradas ele parou e ficou quietinho abraçado nas minhas costas, eu sentia uma sensação deliciosa a cada esguichada que dava. Por uns 19 minutos permanecemos naquela posição, eu de quatro e ele nas minhas costas. depois ele desceu e permanecemos engatados. A porra escorria pelas minhas coxas e a dor havia se transformado em prazer. Tentei sair mas não consegui, aquele enorme cacete insistia em permanecer enterrado no meu cú.Depois de uns 19 minutos forçei mas uma vez e consegui desengatar. olhei para traz e me asssustei com o tamanho do pau que havia me arrombado, erá enorme, vermelho, cheio de veias com um caroço do tamanho de uma laranja e todo ensanguentado. Não sei como aguentei, passei a mão e pude sentir o estrago feito em meu cusinho. O pastor que a tudo assistia, veio e começou a lamber minha bunda soboreando toda a porra misturada com sangue e fezes que saia do burado agora todo arregaçado. Matei minha vontade mas me custou caro pois foi dificil dirigir até em casa com o cu ardendo e latejando. Durante 19 dias tive que tratar meu cusinho com pomada anestesico e gelo para aliviar a dor. Não sei se terei coragem de repetir embora meu cusinho pisque sempre que vejo uma cadela engatada em um cachorro. Se alguem já teve uma experiencia real semelhante a minha fantazia, me escreva, gostaria de saber se é realmente bom. [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


no colinho contos eróticoscabelos lisos ate na bunda de dar invejameu marido adora me ver toda gozadacontos eróticos com mulher vizinhaconto erotico transei com uma velha deficiente especialconto eu e meu sobrinho no banhocontos eróticos lesbicas dominando esposas heteroler contos de zoofilia homens estrupando cadelinhasacidentado comi minha sogra contosSo sadomasoquismo com maridos ciumentos contos eroticoscontos eróticos espiandocomi a minha mãe na chantagemcontos eróticos um cavalohomen bulinando o penis no chortcontos erotico papai vai cabercontos eroticos com a boquinha cheia de porra incestoele ela tinha anos caçula cuzinho tentando relato realporno gay interracial com macaquinho gulosocontos minha cunhada e minha namoradacaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhoContos erodicos adoro mijar na calcinhacontos eroticos homem casado dando para o primocontos eróticos fizemos amor no carro deleconto sou. chupeteiracontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos meu marido ficou bebado eu dei para os amigos dele sem camisinha na frente delecontos cdzinhassogro sogra genro e filha fazendo suruba contos eroticospolicial feminina contos eroticosesfregando na irma caçula contoscomi a minha filha e a amiga dela contoscasadas video fletixe enteado cunhadoconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,sConto eu peguei meu genro me brechando no banhoconto erotico meu filho me chapoueu falei Jaime de bucetaconto erotico o negro e a enteadamoranade bct Grande batendo um pra amiga Contos eroticos de submissa e inversaoconto com cunhada chantagistaFetiche pelos pezinhos da minha amadavelhas gordas de 90kg nuasContos erotico como minha cuinhada mais velha de 45anos.deu a buceta no presidio contosfiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contosEu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticocontos sexo meu filho meu homem mensagemquentescontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaoconto marido gangbangler contis eroticos para tocar uma siriricaNovinha enlouqueçeu os pedreiroscontos entalei ela no meu pau"klaudia kolmogorov"conto tia e prima no meu banheiroconto erotico gay estupradoconto comi gostoso bocetao da monha maeconto erotico gozar dentro bucetacomi minha vizinha e minha mulher contosConto gay papai bebadoeu estava louco pra chupar atravesticontos eroticos crechemarido chupa seios quando está nervosocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordaCenteada !Safada a novinha enteada brasilela pediu pra parar mas continuei fudendopatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscomi minha mana casadaMãe mamando pau do filho contoseroticoscontos bato punhetacontos homem casado chupa picq homem casadocontos eroticos eu minha esposacontos eroticos padrasto pai infanciacontos eroticos marido querendo que mulher foda com outro para ele chupar ela em seguida