Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto
Click to this video!

MINHA CUNHADA, MINHA AMANTE

Sou casado com uma mulher muito bonita e atraente, ela tem uma irmã, 3 anos mais velha, também muito bonita. Liginha, é esse seu nome, adora usar umas blusinhas curtas com a barriguinha de fora e calça jeans apertada, realçando sua bunda fantástica. Sempre bati umas punhetas para ela, mas com o passar dos anos a minha tara virou obsessão, comecei a comê-la com os olhos e fazer questão que ela percebesse. Como Sempre fui brincalhão, dei um jeito de dizer algumas verdades brincando, passei a sá chamá-la de "cunhadinha Linda", ou "gostosinha da estrela", e meu concunhado de "meu corno predileto". Devido ao fato de ser brincalhão, como já disse, e à nossa intimidade toda família aderiu à brincadeira, então decidi que teria que mostrar para minha cunhadinha, e sá para ela, que minhas intenções eram sérias.



Foi então que surgiu uma oportunidade, o casamento de uma prima(delas). Foi uma festa de arromba, fizemos uma mesa enorme com muitos parentes do interior, bebemos e nos divertimos muito foi quando percebi que minha mulher estava muito interessada na conversa de uma prima, e chamei todos para dançar, como previ sá ficaram minha mulher e a prima fofoqueira, além da geração mais idosa. Meu concunhado, o corno, logo parou de dançar (isso também já era previsto). Aí deixei o álcool e a libido tomarem conta de mim, e toda hora dava um jeito de dar um beijinho ou uma esfregadinha na minha cunhada, sem os outros perceberem, e ela ás vezes me recriminava, às vezes fingia não notar e outras parecia estar gostando, e e isso foi me deixando louco. Mais tarde minha mulher também veio para pista de dança e isso parece que mexeu com minha cunhada, que começou a fazer comigo o que eu estava fazendo com ela, pegava na minha bunda, roçava no meu pau, como estávamos todos bêbados e as luzes do salão (tipo boite) encobriam os movimentos, nossas brincadeiras passaram despercebidas pelos outros. Quando voltamos para mesa, tentei pegar nas pernas da minha cunhada, mas ela recusou. Como sempre, o corno quis ir embora no melhor da festa e começou a rolar um estresse entre os dois, intercedi e disse que a levaria depois, mas como a festa era bem perto da minha casa, ficou combinado que ela dormiria lá.

Dessa vez quem chamou todos para dançar foi minha cunhadinha, e mais uma vez minha mulher preferiu ficar fofocando com a prima. Já no salão, minha cunhada se esfregou em mim e disse ao meu ouvido: - se quiser me comer hoje, trás a minha irmã prá cá e enche o rabo dela de vodca. Não pensei nem um minuto, busquei minha esposa e comecei a embebedá-la. Fomos praticamente os últimos da festa, minha mulher já foi entrando no carro e apagando, com isso minha cunhada, sentada no banco de trás, começou a fazer carinhos em mim. Chegamos em casa e com muito custo coloquei minha mulher na cama, fechei a porta do quarto e voltei para sala, onde minha cunhada me esperava tomando a última taça de vinho. Tirei a taça da sua mão e sem dizer uma palavra comecei a beijá-la como ela nunca foi beijada na sua vida, enfiei minhas mãos por baixo do vestido, e comecei a alisar sua tão sonhada bunda. Tirei seu vestido e comecei a chupá-la inteirinha, beijava, lambia, mordia, esfregava, até deitá-la de costas e ficar admirando aquela bunda empinada, com uma marquinha minúscula, comecei a lamber seu cuzinho e sua buceta ao mesmo tempo, trabalhava com a língua e o nariz, o que a deixou completamente louca, gemendo e dizendo bem baixinho que nunca tunha sentido tanto prazer, que seu cuzinho era virgem, mas que não iria passar daquela noite, que eu era muito gostoso e que sempre sonhara com aquele momento. De uma vez sá, subi minha língua pelas costas, até a nuca e enterrei meu pau na sua bucetinha molhadinha, e comecei um vai e vém delicioso, enfiava com força, devagar, rápido, mas sempre dizendo coisas no seu ouvido, como: minha cunhadinha deliciosa!, Meu tezão, safada, gostosa, sempre te quis. Gozamos juntos e depois de alguns minutos fomos para o banheiro dos fundos, tomamos um banho nos esfregando e nos beijando, e todo aquele tezão voltou. Voltamos para o sofá e foi lá que enrabei minha cunhadinha deliciosa, mas isso fica para ouro conto. Sá para adiantar, minha cunhada se separou e hoje é minha amante.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos casais falando putaria fantasiando outrocantos eróticos fodedo as tetas da mamãecontos eu minha namorada e mais dois garotosHistorias eroticas Swingcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de incestos e surubas nudismo entre irmassambado se caucinha pra da pra pau grande e se deu maucontos eroticos mulher santinhasconto erotico mamae viu eu comendo o papaiDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininocontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimMamadas no pau do papai contoseroticoscontos eroticos dando pra o jumentoCome-me o cú todo_contos gayContos sou alegria dos coroasperdi os sentidos contos eróticosPutinhos casada contosrola de meu pai conto gaynovinhas na seca se alivio se masturbandoTramsar comtoscontos eroticos a.xasada dot trabalhocasado chupa travesti contoContos eroticos primo do pau grande engravidei minha prima peitudaconto eroticos corno churrascocontos de insesto fatos.comreais3negros-_contos eróticosdindinho comeu meu cuzinhopica de cavalo nu cuconto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto erótico filhinha querendo o pintão do papaicontos encesto minha mae dopada meu pai rosando no meu cumenina matuta contos eroticosve contos herotico Minha filha e travestipapai reformo a casa eu novinha e gordinha dei pros pedreiro a força contoscontos gays ordenhando papaicontos eroticos de primos q ficaram com primasconto erotico as pregas da empregadacontos eróticos comi minha tiapapai safado dando sonífero para filhas bebê e transando com elascontos adoro dar minha bundinhasou casada loba contosContos porno minha namorada mi engañoContos meu cu mordei o pal enormecontoseroticos fiz chantagem com minha chefeminha namorada dançando conto eroticocontos tomei no cu gostosocontos porno meu marido me obrigou a dar o cu pro amigoprofessor e aluna contosmeu vizinho fica me olhando de shortpornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãomulher traindo o marido com entregador arvores de natalContos de sexo en onibusContos erotico.esposa fodeu o maridogorda lendo jornal e der repente e fuda por dois caras um na buceta peluda e outro no cuConto surpreendi meu maridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto o velho pauzudoconto erótico ajudando a irmã na faltavelha gorda submissa contos eroticostransei com meu com meus dois professorescontos fui adotadaA briga do casal contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteeu.tinha.cinco.anos.e.ja.dava.o.cu.pro.meu.primo.contos.prpibidosconto erotico dra valeria trepa com labradorcontos bebe safadaincesto com a titia praser abesoluto contos Contos amigos voier do marido dirigindo sem calcinha contoscontos eroticos eu e minha filha pecando carona com meu sogrocontos encesto minha mae dopada meu pai rosando no meu cucontos sexo meu marido rebolou na pistolaIncesto com meu irmao casado eu confessocontos cunhada com dorcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos porno obrigada engolir porra com muito nojoninfetas cor de jambo no video mobileminha patroa chupou minha buceta orgia com ela e amigo contoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos metendo na tiaclube da depravacao zoofiliaconto com a cunhadacontos irma fudendoContos gay carnaval em Veneza eu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?contos de esposa dando pro cunhadoxvedio nerga da cu pertatem homem on line dar telefne pra foda com mulher casada chupa seu pau deixa chup bucetaDona florinda abrido cu e a chiquinha